Nova fábrica da DATEN entra em fase final de obras

Inauguração está prevista para o fim do primeiro semestre de 2017

A DATEN, uma das principais fabricantes brasileiras de equipamentos de informática, anuncia que a sua nova fábrica, que começou a ser construída no Polo de Informática de Ilhéus no último trimestre de 2016, está em fase final de obras, com cerca de 75% da construção concluída. A previsão de inauguração é para o fim do primeiro semestre de 2017.

“A abertura de nossa nova unidade fabril será um marco nos 15 anos de história da empresa. Vamos sair de um galpão com área total de 1.700 m² para um espaço com mais de 6.000 m². Além disso, aumentaremos consideravelmente nossa capacidade de produção anual em cerca de 70%”, afirma Christian Dunce, Sócio-Diretor da DATEN. A montagem de todo o portfólio atual da empresa será totalmente realizada no novo local.

Com investimento de R$ 10 milhões, a nova unidade tem como objetivo preparar a empresa para a retomada da economia do País e para o reaquecimento do mercado de computadores que deve acontecer a partir deste ano. Pesquisas de mercado apontam que as vendas mundiais de PCs voltarão a crescer a partir de 2017. No Brasil, esse setor deve encerrar o ano com um aumento de 5% em relação a 2016.

Outro objetivo da nova fábrica é ampliar a presença no mercado varejista. “Após muitos anos como referência nos segmentos corporativo e governamental, queremos intensificar a nossa participação no varejo. Para isso, precisamos ter uma capacidade produtiva que sustente esse aumento de demanda”, afirma Dunce. Como parte da estratégia, a DATEN anunciou em 2016 a contratação de um novo Diretor Comercial e a expansão no número de revendas, representantes e parceiros, além dos lançamentos de um computador voltado para o público gamer, um da categoria all-in-one.

“A inauguração da nova unidade da DATEN é muito importante para o Polo de Informática de Ilhéus. Além da geração de empregos, esse investimento vai fortalecer o distrito industrial como um todo”, completa Dunce. O núcleo fabril baiano alcançou o índice de 20% de participação na produção de computadores em todo o Brasil em 2016.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.