Pessoas com alergia a ovo devem tomar alguns cuidados ao se vacinar contra a febre amarela

Alérgicos ao ovo têm risco e devem ter alguns cuidados ao se vacinarem contra a febre amarela, alerta a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI). Por ser cultivada em ovos embrionados de galinha, a vacina contem grande quantidade de proteínas do ovo. Sendo assim, pacientes com história de alergia ao ovo, podem ter reações após receberem a vacina contra febre amarela.

A febre amarela é uma doença viral aguda febril, transmitida por mosquitos hematófagos da família Culicidae e do Gênero Aedes eHaemagogus. Os sintomas são febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias.

Pessoas que moram em áreas endêmicas, consideradas de risco para a febre amarela, segundo o Ministério da Saúde, devem receber a vacina. A indicação serve também para aqueles que irão se deslocar para estas áreas no Brasil ou viajar para países de risco para febre

A Dra. Ana Karolina B.B. Marinho, Coordenadora de Imunizações da ASBAI, explica que existem duas situações:

1- Pessoas com história de reações alérgicas leves a moderadas, após ingerirem ovo (apenas urticária, por exemplo), podem receber a vacina sob supervisão médica e devem ficar em observação por 30 minutos após a vacinação.

2- Pessoas com história de reações alérgicas graves após a ingestão de ovo, como a anafilaxia, por exemplo, têm contraindicaçãopara receber a vacina. “Porém, se o risco de exposição à febre amarela  for muito grande, o paciente deve ser encaminhado ao especialista para realização de testes cutâneos com a vacina da febre amarela. Se o resultado do teste for negativo, pode-se administrar a vacina sob supervisão médica e com período de observação de 30 minutos. Se o teste for positivo, deve-se discutir com o alergista o fracionamento das doses ou a dessensibilização em ambiente que ofereça a possibilidade de manejo adequado em caso de possível anafilaxia pós vacinal”, explica a Dra. Ana Karolina.

 

Sobre a ASBAI
A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia existe desde 1946. É uma associação sem finalidade lucrativa, de caráter científico, cujo objetivo é promover o estudo, a discussão e a divulgação de questões relacionadas à Alergologia e à Imunologia Clínica, além da concessão de Título de Especialista em Alergia Clínica e Imunologia a seus sócios, de acordo com convênio celebrado com a Associação Médica Brasileira. Atualmente, a ASBAI tem representações regionais em 21 estados brasileiros. (gengibrecomunicacao@comuniquese2.com.br)

Serviço
Twitter: @asbai_alergia
Facebook: Asbai Alergia
www.asbai.org.br

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Talvez você se interesse por estes artigos

Considerados como membros da família, os pets têm ocupado um espaço cada vez maior nas casas, com mais proximidade e compartilhamento de tempo. A mudança...
Fechar Menu