Santa Mônica investe na formação de atletas olímpicos

Foto: Priscilla Fiedler

Clube recebe R$4,98 milhões de verba do Governo para pagamento de Recursos Humanos para o próximo Ciclo Olímpico

Para a formação de um futuro atleta, depende-se de diversos fatores relevantes, os quais serão responsáveis pelo cumprimento de todas as etapas de aperfeiçoamento, até a final, que é a chegada ao mais alto nível da sua modalidade esportiva. Alguns fatores primordiais para que isso aconteça, vão desde o espaço físico apropriado para a prática da modalidade, equipamentos e materiais esportivos de qualidade que possam proporcionar o melhor aproveitamento técnico e os recursos humanos. E, todos esses quesitos hoje são realidade para o Santa Mônica Clube de Campo, graças às aprovações federais dos Editais relacionados ao Projeto de Formação de Atletas em parceria com o Ministério do Esporte e Comitê Brasileiro de Clubes – CBC.

Em razão disso, o Presidente do Santa Mônica Clube de Campo, Aniceto Zanuzzo destaca a relevância da parceria proporcionada pelo CBC. “Desde a primeira etapa, a parceria está favorecendo ao Santa Mônica a possibilidade de aquisição de todo equipamento e material esportivo necessários para o desenvolvimento e aperfeiçoamento do esporte olímpico, além de aumentar o número de crianças atendidas nas escolinhas de base. Todo esse conjunto tem o intuito de fornecer mais atletas para as categorias principais, seleções e também promover a inclusão social de jovens talentos esportivos que terão toda infraestrutura para seu desenvolvimento humano”, explica.

Aprovação do Edital 6 para Recursos Humanos
Nos primeiros editais do CBC, alguns pontos importantíssimos para a Formação de Atletas foram atingidos, porém, com a aprovação do Edital 6, será possível ampliar o quadro de Recursos Humanos. O Santa Mônica recebeu, no dia 23 de janeiro de 2017, em evento do Comitê Brasileiro de Clubes, realizado no Tijucas Tênis Clube, no Rio de Janeiro, um cheque simbólico no valor de R$ 4,98 milhões, válido para o período de 4 anos, ou seja, um ciclo olímpico. A quantia referente a 2017 já encontra-se na conta corrente da instituição. “Essa verba trará a possibilidade do Clube contratar mais profissionais para compor a equipe multidisciplinar, ou seja, mais técnicos, auxiliares técnicos, preparadores físicos e fisioterapeuta, para melhorarmos ainda mais a qualidade do trabalho que estamos realizando, bem como, o pagamento de salários dos profissionais que já atuam com as equipes”, completa o Gerente de Esportes do Santa Mônica, Plínio Gonçalves de Azevedo.

Custo benefício e atletas

O Comitê Brasileiro de Clubes está custeando todas as despesas com a comissão técnica e atletas das modalidades de Badminton, Ginástica Rítmica, Judô, Natação e Voleibol. São 560 atletas atendidos, desde o uniforme para treino e jogo, materiais esportivos, passagens, hospedagens, alimentação e deslocamento para a participação em competições estaduais e nacionais, as taxas de federações e confederações. “O Santa Mônica não retira de seu orçamento, nenhuma quantia para o subsídio das atividades vinculadas ao CBC. Em todos os Editais aprovados pelo Comitê, o Clube recebeu até agora cerca de R$ 9 milhões”, conclui o Presidente.

Infraestrutura e crescimento

Essa parceria tem trazido muitos benefícios para o Santa Mônica Clube de Campo. Por meio dos subsídios recebidos do Governo há um grande investimento na modernização de equipamentos, infraestrutura e capacitação de treinadores comenta Zanuzzo. “O Clube sempre treinou atletas de alto rendimento, mas com a verba disponibilizada houve crescimento nas equipes, possibilitando o atendimento de um maior número de atletas, tanto para os associados como para os que não são. Houve também investimento nos materiais, que são de ponta, nos moldes das grandes competições, que possibilitam treinar com a mesma qualidade, refletindo diretamente nos resultados. Em decorrência disso, os atletas moniquenses têm se destacado em campeonatos estaduais e nacionais. A verba beneficia o Clube, atletas e comunidade”, finaliza.

Legenda foto: O presidente Aniceto Zanuzzo com o presidente da CBC, Jair Alfredo Pereira em Curitiba no Santa Mônica.
Crédito: Priscilla Fiedler.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.