Escola da Cidade Industrial de Curitiba é beneficiada em Programa do Governo do Paraná

Nesta sexta-feira, 3, o Colégio Estadual Eurides Brandão estará em festa. O colégio que está sob a direção da professora Sandra Maria de Oliveira desde março de 2016, foi um dos escolhidos do programa Escola 1000. O programa organizado pela Casa Civil do Governo do Paraná e a Secretaria de Estado da Educação, lançado em setembro do ano passado, destina uma verba de R$ 100.000,00 a mil escolas do estado, o que contempla quase 50% do total das escolas estaduais do estado. O intuito do programa é beneficiar estudantes e comunidade escolar trazendo melhorias físicas estruturais para cada escola.

Bárbara Stremel, Sandra Oliveira e Silvana Barwinski – equipe de direção da escola em 2016

O colégio, estabelecido na região do CIC, atende cerca de 1200 estudantes, divididos em três períodos. Neste ano, a escola completou 15 anos de funcionamento, embora ainda adolescente, a escola vinha apresentando problemas estruturais há alguns anos e necessitava de reformas e melhorias para poder atender a demanda da região.

Em dezembro de 2016, a escola foi beneficiada com a reforma da quadra esportiva, patrocinada pela empresa de locação e serviços operacionais Ouro Verde, que, além da verba, disponibilizou voluntários para a construção de arquibancadas, instalação de guarda-corpos, bem como a pintura e substituição de materias esportivos.

E, em menos de 3 meses depois, a escola terá a assinatura do contrato de reforma do telhado da escola, que será custeado pelo Programa Escola 1000. O telhado, que era um problema antigo, passará por uma reforma completa. Há 5 anos, a vice diretora da época, professora Ginevra Monteiro Dalberto, reclamava da situação e pedia providências, por se tratar de medidas urgentes. E foi a convite da atual diretora, que a então chefe do núcleo, professora Vivian Rita Meza, visitou a escola e tomou ciência da real condição do telhado do refeitório e corredores da ala administrativa. Espera-se que ainda neste primeiro semestre os alunos, professores e funcionários não mais sofrerão com o alagamento do refeitório, das salas de aula e corredores. Além de muito mais segurança, a reforma trará tranquilidade para todos, tendo em vista que não mais será preciso espalhar baldes e bacias pelos corredores, nem trocar alunos de sala, quando a chuva, típica de Curitiba, dava o seu ar da graça, também dentro das salas.

A verba extra, disponibilizada pelo Governo do Estado, teve o seu destino certo após um consenso entre a direção e comunidade escolar, ainda no final de 2016. “Decidimos pela reforma do telhado porque não temos estrutura para servir a merenda e abrigar as crianças, durante o horário do intervalo, em dias muito chuvosos. O novo telhado dará a todos mais segurança e conforto no ambiente escolar”, diz a diretora Sandra.

3 Comentário

  1. Parabéns a nova direção, que priorizou resolver os problemas estruturais e encarar de frente os desafios. Os alunos agora estarão mais seguros e confortáveis.

  2. Parabéns, trabalhei anos nesse colégio agora é uma realidade o projeto do telhado.parabens a nova direção que sempre acreditou nessas ideia….

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.