Francês Olivier Poinsignon abre exposição inédita em Curitiba

O inusitado sempre foi um fator presente nos trabalhos do artista plástico francês Olivier Poinsignon, que abre exposição nesta sexta-feira em Curitiba. A mostra Primitive será composta de ilustrações inéditas criadas por ele durante residência na própria Galeria Teix, com uma característica muito especial: uma das paredes será coberta por uma obra única, da qual os visitantes poderão escolher fragmentos para transformar em uma tatuagem feita pelo próprio Olivier. Desta forma, as pessoas tatuadas estarão, mesmo que não se conheçam, conectadas para sempre com detalhes de um projeto único.

“Uma obra pode ser bonita. Mas e daí? Algo bonito de se ver não é tudo. Gosto de criar, de inovar, construir algo diferente, sentir e conectar pessoas. Esse projeto criará essa conexão, e isso é o mais importante nele”, explica Olivier, um dos mais renomados tatuadores europeus da nova geração e que está no Brasil pela primeira vez. Cada tatuagem custará em torno de R$ 600.

A relação entre a arte desenhada sobre materiais diversos e sobre a pele humana encontra uma simbiose perfeita quando sai do papel para se eternizar como tatuagem. “Em minha opinião, a tatuagem é a maior e mais poderosa linguagem artística da atualidade. Pode ser algo muito fácil de entender ou algo muito específico, conectando muitas pessoas à arte contemporânea. A tatuagem faz com que as pessoas se comuniquem. Para mim, respeitar o corpo e a linguagem representa uma grande motivação. Essa é a minha conexão artística com o mundo.”

 

LABORATÓRIO

Além de tatuar fragmentos da obra exposta na Teix, Olivier traz a Curitiba também o seu “Laboratório”, projeto no qual não há qualquer tipo de comunicação oral entre tatuador e tatuado – a ideia final do desenho sairá a partir de observações que deverão romper a barreira da língua. “O que importa é ser fiel a mim e às pessoas que me escolherem. Gosto de garantir aos trabalhos uma solidez e uma legibilidade que não percam impacto com o tempo. Meu objetivo é entrar na vida das pessoas e encontrar um detalhe pessoal que possa expressar, mesmo sem conhecer sua história”, explica.

“Luto para tornar as coisas diferentes, buscando encontrar algo específico nos lugares e nas pessoas. Estar na Teix, onde tantas tatuagens autorais com estilo mais gráfico nasceram, é incrível. Quero continuar seguindo nesta direção”, finaliza.

 

A exposição “Primitive” – uma referência à linguagem original e indomada utilizada por Olivier em sua arte – será a primeira Ocupação na Galeria Teix em 2017.

A abertura será durante coquetel nesta sexta-feira (24/03), às 20 horas.

A partir daí, os visitantes já podem escolher os fragmentos das obras para tatuar durante o final de semana (25 e 26/03).

Até dia 29/03, Olivier está com a agenda aberta para interessados em participar de seu Laboratório.

 

 

SERVIÇO

Ocupação Primitive, de Olivier Poinsignon

  • Abertura: sexta-feira (24/03), às 20h
  • Tatuagens “Primitive”: sábado e domingo (25 e 26/03), das 10h às 16h
  • Laboratório: até dia 29/03
  • Agendamentos pelo fone (41) 3018.2732

Estúdio e Galeria Teix – Alameda Augusto Stellfeld, 1581 – Batel

<zelig.br@gmail.com>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.