Quanta participa de estudo inédito sobre biópsias em câncer

Pesquisa acaba de ser publicada no European Journal of Nuclear Medicine and Molecular Imaging

A equipe da Quanta Diagnóstico Nuclear acaba de participar de uma pesquisa inédita sobre biópsia em pacientes oncológicos. Publicado no European Journal of Nuclear Medicine and Molecular Imaging, o estudo Comparação de tomografia computadorizada e PET/CT para orientação de biópsia em pacientes oncológicos concluiu que o PET/CT tem vantagens especialmente quando o marcador FDG, utilizado nos exames, não mostra lesões correspondentes na tomografia computadorizada. “Em determinados casos do câncer, a informação metabólica fornecida pelo PET/CT é extremamente importante para direcionar a agulha da biópsia para o local mais apropriado”, afirma o médico nuclear Juliano Cerci, coordenador da especialização e diretor do Serviço de PET/CT da clínica.

Os resultados ainda mostraram que ambos os exames têm as mesmas chances de risco ou complicações. “Estudos como esse nos ajudam a saber cada vez mais detalhes sobre a eficiência e a usabilidade de cada exame”, ressalta Dr. Cerci. A pesquisa foi realizada na Quanta Diagnóstico e Terapia com 323 pacientes em parceria com o Departamento de Medicina Nuclear do Hospital Universitário S.OrsolaMalpighi, da Itália, com a Universidade Vanderbilt, dos Estados Unidos e Laboratório de Patologia Byori, de Curitiba.

O estudo também teve a participação de outros médicos da Quanta Diagnóstico e Terapia: o cardiologista e diretor geral, João Vítola, o médico nuclear e diretor clínico Carlos Cunha e o cardiologista e coordenador do Serviço de Angiotomografia Cardíaca, Rodrigo Cerci, além de Elena Tabacchi, Mateos Bogoni, Dominique Delbeke, Danielle Giacometti Sakamoto e Stefano Fanti.

Sobre a Quanta Diagnóstico e Terapia
Fundada em 2003, a Quanta Diagnóstico e Terapia está localizada na cidade de Curitiba e oferece exames de cintilografia, tomografia computadorizada com 128 cortes, angiotomografias coronariana e vascular, escore de cálcio, PET-CT, biópsias e tratamentos para câncer de tireoide e dor óssea no câncer.

A Quanta Diagnóstico e Terapia conta com um núcleo de pesquisas, participa do programa Curitiba Tecnoparque, que apoia iniciativas inovadoras de empresas locais e, desde 2007 coopera com a Agência Internacional de Energia Atômica da ONU. Mais informações no site www.quantadiagnostico.com.br.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.