Turismo da Lapa ganha impulso

União das cidades históricas  é um marco no turismo do Paraná  Com a experiencia de quem atua a trinta e cinco anos na área do turismo, tanto na iniciativa privada, como no poder público,  Márcio Assad, assumiu o departamento de turismo da histórica cidade com o mote: “Ousadia com responsabilidade”  e a missão de retomar projetos e criar as condições necessárias, através  de parcerias,  com outros municípios,  segmentos  públicos e privados  de todas as esferas e muito especialmente,  com entidades acadêmicas, que possam contribuir com sua expertise, para a definitiva consolidação da Lapa, como pólo de turismo de destaque sul brasileiro. Com Morretes e Antonina, criou-se a união das cidades históricas do Paraná , cujo produto turístico, já vem sendo operado com sucesso por empresas do ramo, cabendo agora os entes públicos institucionalizar o roteiro e estabelecer metas de crescimento, através do trabalho conjunto. Com o Instituto Positivo ,  RVPS e Posigraf, mantenedores da RPPN Mata do Úru,   a parceria é para  integração dessa reserva, considerada o “Louvre” das RPPN´s do Brasil ao roteiro didático-pedagógico do município. Com a Paraná Turismo, órgão governamental do Estado do Paraná e o município de Rio Negro  o Caminho do Monge é o foco da parceria, tendo na figura mítico religiosa de “São João Maria”, motivação para aqueles que a pé, de bicicleta ou a cavalo , querem vencer seus proprios desafios em uma caminhada de 50 quilômetros entre Rio Negro e Lapa, pelos caminhos históricos, onde passaram tropas de gado no Caminho do Viamão/Sorocaba, Os Monges e as tropas federalistas. Com a Universidade Federal através do Programa de mestrado do  Departamento de Turismo firmou-se uma “carta de intenções de ações conjuntas em prol do desenvolvimento do turismo lapeano , que já começa a ter seus desdobramentos nessa semana, quando Assad, devolverá a visita recebida da comitiva formada por alunos e professores e irá a reitoria para ser “sabatinado”, acerca de seu decálogo que norteará as ações basilares do turismo lapeano na atual gestão administrativa. A saber:

                                                                  PLANO PLURIANUAL

 

        Firmar convênios com instituições federais, estaduais e municipais, institutos, fundações e terceiro setor que propiciem o desenvolvimento sustentável do turismo Lapeano: 

  1. Interferir utilizando os recursos técnicos, científicos e intelectuais para a modernização conceitual do turismo Lapeano;
  2. Promover utilizando-se de parcerias, a qualificação do capital humano que atua em todas as áreas do turismo Lapeano. (Público interno e externo);
  3. Fomentar a promoção de eventos com foco na gastronomia regional/local
  4. parceirizar com municípios tanto vizinhos, bem como, com aqueles que conosco tenham afinidade Histórico-cultural no sentido de constituírmos destinos turísticos;
  5. Que o turismo seja irmão siamês dá cultura por entendermos indissociáveis em nosso município.

      7. retomar ações a cerca do parque estadual do Monge em relação a sua correta utilização e também vivificar o turismo religioso com foco na figura de “São João Maria”;

  1. Promover a Lapa como destino de produções audiovisuais.
  2. Trabalhar no sentido de melhorar a classificação do município em relação ao mapa do turismo do ministério do turismo;
  3. Promover os produtos e manifestações artísticas locais que agreguem valor ao produto turístico Lapeano.

 

3 Comentário

  1. = Pessoal do turismo, prefeito Paulo Furiati, eu tenho a pleitear que apoiem o máximo possível as festividades de comemoração do PADROEIRO DA CIDADE, SÃO BENEDITO. No SANTUÁRIO, as festividades foram MINGUANDO sendo que eram dez dias e passaram para apenas dois nos últimos anos. – Eu mesmo e minha família, conhecemos a LAPA devido as festividades, isso a mais de 57 anos e vinhamos todos os anos, hospedávamos em PENSÕES, gastávamos por aqui. O que falta nos dias de hoje é DIVULGAÇÃO pelo PARANÁ e mesmo no BRASIL. – Sou morador da LAPA já alguns anos, por casualidade e a amo.

  2. Caro Milton! O padroeiro da Lapa é Santo Antônio e os Lapeanos ( de nascimento, coração ou agregação) tem em São Benedito nosso padrinho qurido). As melhores e mais doces lembranças de infância que tenho são destas festas, que como você gostaria de que retomassem sua importância cultura e de atrativo turístico. No entanto essa é uma discussão que tem varias contornos e variáveis… visto que a promoção é de responsabilidade da igreja católica. Estamos abertos a travar esse e outros diálogos e tenho vários estudos a respeito. Convido para que você, nos procure no Departamento de Turismo, para que possamos conversar, aliás, quem mais queira tratar sobre esse e outros assuntos. Meu Fone/whatsapp é 99986-1011. Abraços.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.