Uma em cada cinco pessoas no mundo tem urticária

Entre os dia 02 e 08 de abril acontece a Semana Mundial de Alergia, que tem como tema este ano “A Agonia da Urticária: O Que Fazer Quando a Coceira e os Inchaços Não Vão Embora”.

A doença atinge uma em cada cinco pessoas no mundo, sendo que dessas entre 1% e 2% apresentam a urticária crônica, que leva mais de seis semanas para desparecer. “São urticárias que tem um mecanismo relacionado à autoimunidade, ou seja, não é nenhum fator externo que está causando a doença. Por isso a importância de consultar um especialista que esteja apto a investigar a questão de forma adequada e que poderá explicar o que está envolvido nessa reação”, explica o Coordenador do Departamento Científico de Urticária da ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia), o Dr. Luís Felipe Ensina.

O médico conta que hoje existem várias alternativas para o tratamento da urticária, tanto para as mais simples como para aquelas mais complexas, que são resistentes ao uso de antialérgicos.

“A maior novidade no tratamento da urticária crônica é o omalizumabe, um anticorpo monoclonal anti-IgE, que diminui a ativação do mastócito, célula responsável pela liberação de histamina, a principal substância relacionada aos sintomas da urticária. Ele é indicado para todos os pacientes que não respondem a doses altas de anti-histamínicos, e tem uma eficácia maior que 70%, com poucos efeitos colaterais significativos”, explica Dr. Ensina.

Aqui vão algumas dicas que podem contribuir para que o tratamento da urticária seja eficaz:

·       Mantenha a medicação contínua mesmo que esteja se sentindo bem;

·       Não tome remédios por conta própria;

·       Mantenha a pele hidratada, mas com hidratantes e sabonetes orientados pelo médico;

·       Evite banhos demorados e quentes;

·       Prefira roupas de algodão;

·       Procure atividades de lazer para combater o estresse.

 

Sobre a ASBAI

A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia existe desde 1946. É uma associação sem finalidade lucrativa, de caráter científico, cujo objetivo é promover o estudo, a discussão e a divulgação de questões relacionadas à Alergologia e à Imunologia Clínica, além da concessão de Título de Especialista em Alergia Clínica e Imunologia a seus sócios, de acordo com convênio celebrado com a Associação Médica Brasileira. Atualmente, a ASBAI tem representações regionais em 21 estados brasileiros.

Serviço
Twitter: @asbai_alergia
Facebook: Asbai Alergia
www.asbai.org.br

(gengibrecomunicacao@comuniquese2.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.