Aquecimento reduz chances de fratura nos dias frios

Professora da rede de Academias Gustavo Borges explica a importância de aquecer o corpo antes da prática de atividade física

 

Você sabia que não se aquecer antes da prática esportiva nos dias frios pode levar até  mesmo a uma fratura? Com a temperatura mais baixa, o risco de romper ligamentos e fraturar ossos é maior, porque o corpo está contraído e leva mais tempo para estar preparado para a atividade física. O fluxo sanguíneo precisa cumprir um processo gradativo para atingir seu ponto ideal de funcionamento, levando oxigênio para a musculatura ativa.

Débora Coletta, professora de natação da Academia Gustavo Borges, explica que praticar exercícios sem um aquecimento adequado pode gerar lesões. “No inverno esse cuidado deve ser redobrado devido à baixa temperatura corporal; o corpo demora um pouco mais para aquecer e por isso no inverno devemos caprichar um pouco mais no aquecimento, que pode ser um alongamento dinâmico”. Por isso, a repetição de exercícios curtos deve ser feita. Assim, a circulação sanguínea aumenta, bem como a temperatura corporal, e as articulações ficam lubrificadas para o esporte.

Já o alongamento é importante para aumentar a flexibilidade muscular. Durante o alongamento, o músculo aumenta sua amplitude e depois retorna ao seu comprimento normal. Em qualquer época do ano, alongar os músculos previne tensões, rigidez e o encurtamento dos grupos musculares e pode auxiliar na melhora da postura, uma vez que o praticante consegue ter uma melhor consciência corporal durante a execução do exercício. “A musculatura se contrai durante o exercício, então se alongar ajuda a preparar a musculatura que vai ser utilizada, e serve como um relaxante muscular após o exercício. A contração muscular pode causar câimbras, dores musculares e até mesmo uma lesão mais grave. Portanto, todo cuidado é pouco”, explica a professora.

Débora alerta que “alongar demais os músculos e com má postura são erros comuns do alongamento. Mas o mais comum é começar a fazer alongamento por conta própria. Sem orientação adequada, também há chances de ter lesão. Por isso o alongamento deve ser feito com orientação profissional, que direcionará o tipo específico para o exercício a ser realizado”. Os tipos mais comuns de alongamento são o alongamento estático, dinâmico e passivo. No estático os músculos são esticados, com a postura parada; já o dinâmico é feito por movimentos que ajudam a aquecer as articulações; por fim, o passivo é feito com a ajuda de algum equipamento, como o espaldar.  

Na Academia Gustavo Borges, os professores são preparados para indicar o melhor aquecimento e alongamento para cada necessidade esportiva, para verdadeiramente prevenir o atleta das indesejadas lesões e fraturas. Há também aulas de alongamento para quem quiser participar. O importante, de acordo com a professora, é não abandonar a prática do exercício durante os dias mais frios. Para garantir o bem-estar dos seus alunos nessa época do ano, os ambientes da Academia Gustavo Borges são protegidos do frio e as piscinas ficam em ambientes vedados, que mantêm a temperatura ideal para a prática de saúde.

Serviço:

 Academia Gustavo Borges
www.academiagb.com.br
facebook.com/academiagustavoborges

Curitiba:

Academia Gustavo Borges Barigui
Av. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 85, Barigui
Telefone: (41) 3339.9600

 Academia Gustavo Borges Mercês
Rua Antonio Grade, 563, Mercês
Telefone (41) 3015.2333

Academia Gustavo Borges Tarumã
Rua Engenheiro Antônio Batista Ribas, 505, Tarumã
Telefone: (41) 3366.3141

São Paulo:
Rua José Ramon Urtiza, 901, Morumbi
Telefone: (11) 3744.1476 | São Paulo – SP
Informações para a imprensa
Informações para a imprensa:
LFCOM Assessoria em Comunicação
Luciane Belin | Telefone: 41 99908.8636 | luciane@lfcom.com.br
Laura Fagundes Ramalho | Telefone: 41 99286.8636 | laura@lfcom.com.br

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Talvez você se interesse por estes artigos

No sábado, 23 de fevereiro, das 9h às 12h, mais de vinte instituições, participam na Boca Maldita, em Curitiba, das comemorações do Dia Mundial de...
Fechar Menu