Comprar imóvel na planta se mantém como negócio vantajoso no mercado da construção civil

 

Casal Liziane dos Santos Veiga e Bruno Oscar Carvalho Coelho

Adquirir imóvel na planta é um negócio vantajoso para quem tem condições de esperar a obra ficar pronta, principalmente, porque o valor costuma ser menor e as condições de pagamento muito atrativas. No entanto, o comprador deve ficar atento a alguns detalhes em relação a garantias oferecidas pelo vendedor.

Rafael Henrique Rosa, sócio da ATR Incorporadora, com sede em São José dos Pinhais (PR), explica que a compra não deve ser feita por impulso. “Deve-se pensar que é um investimento de longo prazo”, coloca. Além do preço do imóvel ser menor, garantindo ganho de capital imediato, que se soma à valorização alcançada com o passar do tempo, o empresário destaca que a obra na planta só pode ser comercializada após todas as liberações, nunca deve ser feita sem a incorporação registrada junto à matrícula do terreno. “Esse é uma das principais precauções legais a ser conferida antes da assinatura do contrato”, assegura.

As pessoas interessadas em comprar casa ou apartamento na planta também devem ter cautela em relação à construção. “Conhecer o portfólio da empresa e o padrão do imóvel que está sendo negociado também é fundamental”, prioriza Rafael Rosa. Por exemplo, na ATR Incorporadora o imóvel vendido na planta passa por um processo de personalização em três etapas, observa ele, acrescentando que vai desde a escolha de pontos de elétrica e hidráulica à do porcelanato e pastilha de vidro. “É muito realizador entrar hoje em nossos prédios e ver que todas as cozinhas e banheiros têm um acabamento diferente, nenhum apartamento é igual ao outro”, assinala.

Outro elemento interessante em toda a negociação é o pagamento. “Sem sombra de dúvidas a possibilidade de parcelamento de entrada é o grande diferencial da compra na planta”, aconselha, e revela “nosso nicho é formado por casais jovens comprando seu primeiro apartamento e dividir o valor da entrada em até 12 vezes viabiliza a maioria dos negócios neste contexto”, acrescenta.

De acordo com Rafael Rosa, a venda na planta é muito prazerosa para os clientes, o prazo da obra tem se mostrado ideal para os proprietários pensarem nos detalhes como móveis planejados e decoração. “Em determinada etapa da construção os clientes são convidados a visitar o canteiro. Ao final é possível perceber como acompanhar o sonho da casa própria sendo construído tijolo a tijolo é uma experiência mais profunda do que simplesmente comprar um apartamento pronto”, descreve.

Financiamento

O empresário informa que comprar imóvel na planta pela linha “Apoio à Produção” se destaca como negócio vantajoso no mercado. Para as construtoras e incorporadoras possibilita um fluxo de caixa favorável, aumentando a capacidade construtiva.  “Para quem compra na planta, é a forma mais segura. O banco como entidade envolvida fiscaliza toda a documentação da empresa, sócios e terreno, assim como a viabilidade técnico-financeira e as liberações dos órgãos anuentes e prefeitura”, detalha Rafael Rosa.

Os empreendimentos vendidos na planta por meio desta linha de crédito passam por um longo processo e rígida fiscalização e são garantidos por pelo menos três seguros diferentes: término da obra, garantia pós-entrega e riscos de engenharia. O consumidor compra o imóvel com garantia de entrega, de qualidade e de manutenção após receber as chaves, todos formalmente assinados antes das vendas. Ainda é preciso considerar que para habilitação nesta modalidade as construtoras devem ser certificadas no PBPQ-h, normatização que padroniza os processo e muito similar a ISO 9000.

Segundo Rafael Rosa, a venda de apartamentos na planta está no DNA da ATR. Ele destaca que mais de 95% das unidades são comercializadas durante a fase de obras.“Temos um trabalho personalizado de consultoria no desenvolvimento de projeto de móveis, somos receptivos a personalizações e, acima de tudo, entendemos as dificuldades da compra de um imóvel pela primeira vez”, ilustra.  Os preços dos imóveis no mercado estão em um dos patamares mais baixos já vistos, e ocorrendoa retomada da economia, haverá valorização; é uma grande oportunidade para aliar casa própria a investimento, acentua.

Depoimentos de clientes 

O casal Liziane dos Santos Veiga e Bruno Oscar Carvalho Coelho (foto) está entre as pessoas que decidiram comprar um imóvel na planta. “Nosso sonho sempre foi construir nossa casa do nosso jeito, deixar com a nossa cara, um espaço para receber amigos e que fosse prático no dia a dia”, afirmam. Os dois tinham a ideia, um prazo considerável para a mudança e condições financeiras limitadas e encontraram na ATR e a opção de imóvel na planta com as condições que se encaixaram perfeitamente à realidade deles.

“A possibilidade de personalizar a planta do apartamento, planejar e adaptar ao nosso perfil foram um grande diferencial. O valor do apartamento na planta, que é mais barato que os apartamentos prontos e o parcelamento da entrada nos permitiram dar o grande passo, pois esse é um projeto de vida”, acrescentam. De acordo com Liziane e Bruno a incorporadora também se mostrou uma grande parceira, entendeu a nossa rotina e intermediou toda a parte burocrática do financiamento. “Aliado a tudo isso, ainda podemos acompanhar a evolução da construção sem viver o estresse de uma obra”, aponta o casal.

Quando Ricardo Ferrante e Anne Voss decidiram comprar um imóvel, escolheram adquiri-lo na planta, porque os valores eram muito mais acessíveis e assim poderiam se planejar tanto para pagar o valor da entrada quanto fazer uma reserva para as reformas e mobília. “Além disso, pudemos escolher um imóvel que realmente atenderia às nossas necessidades, solicitar alterações na planta e por um valor mais baixo do que os apartamentos prontos”, destacam.

Sobre a ATR Incorporadora –

A ATR Incorporadora é especializada na gestão da qualidade, seleção de propriedades, gerenciamento de projetos, vendas e marketing no setor da construção civil.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.