Estudo das Universidades de Londrina e Madri conclui que bebidas energéticas são os novos aliados da prática esportiva

As bebidas energéticas podem ser importantes aliadas na prática esportiva, pois melhoram o desempenho de força muscular e a resistência. Esta foi a conclusão da meta-análise realizada Universidade de Madri, na Espanha, em parceria com a Universidade Estadual de Londrina, no Paraná, e publicada no European Journal of Nutrition. Para o estudo foram levantados mais de 1005 artigos científicos.

Os energéticos são utilizados como substâncias ergogênicas para melhorar o desempenho antes, durante e depois do exercício, em uma ampla variedade de modalidades desportivas. Além da cafeína, que age como estimulante do sistema nervoso central, essas bebidas geralmente contêm outras substâncias que promovem efeitos sinérgicos, tais como vitaminas, minerais, hidratos de carbono e taurina.

A meta-análise demonstrou que o consumo de bebidas energéticas aumenta o desempenho tanto na força muscular como em esportes de resistência (endurance). Esses resultados são associados, principalmente, às ações fisiológicas e quantidades de taurina utilizada nos estudos. “Alguns estudos demonstraram que baixas doses de cafeína já eram suficientes para um ganho em performance. Entretanto, é importante salientar que a cafeína não foi analisada separadamente, uma vez que essas bebidas possuem uma combinação de ingredientes”, diz a nutricionista esportiva Tatyana Dall’Agnol.

Os pesquisadores levantaram duas hipóteses para a questão da dosagem de cafeína. A primeira é que a melhora no desempenho físico realmente não depende  exclusivamente da quantidade de cafeína, como previamente encontrado em estudos relacionados a exercícios de resistência. A segunda é que outras substâncias presentes nas bebidas energéticas, além de cafeína, poderiam contribuir para o aumento do desempenho. “Isso por que há uma combinação de ingredientes presentes nas bebidas energéticas, como a taurina, por exemplo. Uma vez que análises sobre a taurina já verificaram uma relação positiva no processo de contração muscular, bem como sua interação com neurotransmissores, o que demonstrou uma associação significativa com o desempenho físico”, Fernanda Seiffer, nutricionista da E4 agência.

“A meta-análise demonstrou, ainda, que a ingestão da cafeína de bebidas energéticas em associação a outros nutrientes, como a taurina, está diretamente associada a melhora no desempenho físico, força muscular e resistência. Esses benefícios podem ser usufruídos por atletas, profissionais e amadores, de diversas modalidades”, conclui Fernanda Seiffer, nutricionista da E4 agência.

Metodologia Meta-análise

A Universidade de Madri e a Universidade Estadual de Londrina realizaram uma revisão sistemática sobre o bebidas energéticas e desempenho físico. Incialmente, 1005 artigos sobre o tema foram levantados. Destes, 943 foram descartados após análise do abstract. Os 62 estudos restantes foram lidos na íntegra, processo no qual outros 28 artigos foram descartados por não possuírem todos os critérios de inclusão necessários. Dessa forma, 34 estudos foram considerados nesta meta-análise. A amostra total compreendida por esses estudos foi de 653 indivíduos, sendo 505 homens, 129 mulheres e 19 que não foram caracterizados.

<stela.maris@nectarc.com.br>

Veja no anexo, Estudo completo 

Acute effects of caffeine containing energy drinks on physical performan…

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.