Hackers criam páginas no Facebook para disseminar promoções falsas de Dia das Mães, alerta PSafe

Aproveitando o Dia das Mães, segunda data comemorativa mais importante para o varejo nacional, perdendo apenas para o Natal, hackers estão desenvolvendo páginas falsas no Facebook para induzir consumidores ao erro e aplicar golpes que causam prejuízos financeiros. De acordo com a PSafe, empresa brasileira líder em segurança e performance mobile, nesta semana foram localizadas mais de 12 novas páginas na rede social que divulgam falsas ofertas de grandes marcas varejistas, como Casas Bahia, Ponto Frio e Lojas Americanas.

Segundo especialistas da companhia, as páginas oferecem produtos com preços mais atrativos ao consumidor. Ao clicar no link das promoções, em vez do usuário ser encaminhado para o site oficial da empresa, ele é direcionado para uma página falsa contendo a oferta. Uma vez que a compra é efetuada, o cibercriminoso tem acesso aos dados bancários da vítima, que não receberá nada em troca. A partir disso, ele está apto a realizar diversas ações que podem causar danos financeiros ao consumidor.

Para evitar que a fraude seja descoberta por meio do contato direto aos canais oficiais dos varejistas, alguns criminosos orientam que usuários tirem possíveis dúvidas sobre as ofertas por meio de mensagem privada na própria rede social. Dessa maneira, os próprios golpistas respondem aos consumidores, incentivando a efetividade da compra e impedindo que o esquema fraudulento seja desmascarado.

No total, os 12 perfis falsos com esse tipo de oferta no Facebook possuem mais de 600 seguidores. A PSafe já reportou as fraudes para que a rede social efetue o bloqueio das páginas.

“Hackers tendem a aproveitar datas comemorativas como o Dia das Mães – em que há uma maior predisposição das pessoas a realizarem compras online – para intensificar golpes virtuais e enganar os possíveis compradores. Se bem-sucedidos, podem ter acesso a dados pessoais, invadir contas e causar perdas financeiras. Para evitar riscos, é importante que o usuário tenha um software de segurança instalado que ofereça a função ‘antiphishing’, capaz de bloquear de checar os links e endereços de websites para averiguar se é malicioso ou não” comenta Emilio Simoni, gerente de Segurança da PSafe.

Ainda de acordo com o especialista, está cada vez mais comum hackers desenvolverem golpes na internet que utilizam a popularidade de grandes marcas para atrair um alto número de vítimas. Para se ter uma ideia, o app PSafe DFNDR bloqueia cerca de 700 mil páginas maliciosas por dia.

Além de ter um antivírus instalado em seus dispositivos para atuar como uma barreira de proteção e garantir a privacidade dos seus arquivos, os especialistas da PSafe também recomendam ficar de olho em promoções exageradas. “Quando a promoção não for anunciada em canais oficiais da marca ou redirecionar o usuário para outras páginas, desconfie. Se mesmo assim quiser participar, certifique-se de que a promoção é real ao entrar em contato diretamente com a empresa via canais oficiais. Nunca realize a compra, disponibilize dados pessoais ou propague links antes de fazer esta checagem”, explica Emílio.

Giulia.Jubelini@zenogroup.com

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.