IOP recruta pacientes com câncer de ovário para estudo clínico

O Instituto de Oncologia do Paraná (IOP) seleciona pacientes portadores de câncer de ovário para pesquisa denominada “Estudo fase 3, multicêntrico, randomizado, de Rucaparibe versus quimioterapia, em pacientes recidivadas e com mutação de BRCA com câncer epitelial de ovário de alto grau, câncer da trompa de Falópio ou câncer  peritoneal primário”.

De acordo com Luciano Semensato Biela, oncologista clínico do IOP e investigador responsável pelo estudo clínico, o perfil para o enquadramento da paciente deverá ser:

– Pacientes com câncer de ovário epitelial seroso de alto grau ou endometrioide de grau 2 ou 3, câncer da trompa de Falópio ou câncer peritoneal primário.

– Ter recebido ≥ 2 regimes quimioterápicos anteriores e apresentado recidiva ou doença progressiva confirmado por avaliação radiológica;

– Pacientes com outra histologia que não seroso ou endometrioide também podem ser elegíveis se for confirmado que são portadoras da mutação deletéria de BRCA1/2 de linhagem germinativa ou somática.

“De forma inédita, faremos especificamente neste estudo, uma pesquisa genética da mutação deletéria de BRCA1/2”, cita Dr. Biela.

 

Para maiores informações, entrar em contato com o Centro de Pesquisas Clínicas do IOP, pelo telefone (41) 3207-9788, e-mails pesquisaclinica@iop.com.br e emariana.brandao@iop.com.br (Mariana Brandão) ou através do site www.iop.com.br/centro-de-pesquisa/.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.