Obesidade requer atenção redobrada para saúde da gestante e do bebê

A gravidez é um momento que requer muitos cuidados, sobretudo quando a gestante está com sobrepeso ou obesa. Para o ginecologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Assumpto Iaconelli Jr, a obesidade não é um empecilho para a fertilidade, mas requer atenção em dobro.

“Devemos entender o que levou a mulher ao ganho de peso; pode ser depressão, ansiedade ou mesmo ovário policístico. Por isso, é preciso um tratamento com diversas áreas médicas para uma futura gestação saudável”, recomenda.

Em casos de tratamento para engravidar, o ginecologista sempre recomenda a perda de peso e acompanhamento nutricional como aliada para a fertilidade. Mesmo que não haja comprovações sobre a relação do sobrepeso e gravidez, “é importante prezar pela saúde da mãe e do bebê em primeiro lugar”.

Entre os fatores de risco destacados por Iaconelli estão diabetes, hipertensão e pré-eclâmpsia, principalmente no final da gestação. ”Esses males são de duas a seis vezes mais comuns em mulheres com excesso de peso.”

O médico também ressalta os altos índices de mortalidade intrauterina e de recém-nascidos, principalmente no período perinatal – primeiros sete dias -, além do nascimento de crianças com má formação no tubo neural – estrutura que dá origem ao cérebro e medula. O peso dos bebês também tende a ser maior que o normal, o que pode provocar riscos obstétricos durante o parto.

Embora, durante a gravidez não seja aconselhado fazer dietas de emagrecimento, é fundamental controlar a qualidade da alimentação e a ingestão de calorias, para que o bebê tenha todos os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento, sem que a gestante aumente muito o peso.

“Isso porque 40% dessas mulheres têm deficiência de ferro, 24% em ácido fólico e 4% em vitamina B, tão importantes para diminuir os riscos de problemas cardíacos e na coluna vertebral nos recém-nascidos”, salienta.

Outra preocupação do especialista é o ganho de peso durante a gestação, que, segundo pesquisa feita em 2009 pelo Instituto de Medicina dos Estados Unidos, deve ser de pelo menos cinco quilos e de no máximo nove quilos.

 

COMPLEXO HOSPITALAR EDMUNDO VASCONCELOS

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 1.400 médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações, 230 mil consultas ambulatoriais, 145 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,45 milhão de exames por ano. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a Acreditação Hospitalar Nível 3 – Excelência em Gestão, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e o Prêmio Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil, conquistado pelo sexto ano consecutivo em 2016.

Rua Borges Lagoa, 1.450 – Vila Clementino, Zona Sul de São Paulo.
Tel. (11) 5080-4000
Site: www.hpev.com.br
Facebook: www.facebook.com/ComplexoHospitalarEV
Twitter: www.twitter.com/Hospital_EV
YouTube: www.youtube.com/user/HospitalEV

 

<mariana.santos@tree.inf.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.