Rugby nacional procura talentos em Curitiba

Os futuros jogadores da Seleção Brasileira de Rugby estão aprendendo o esporte em projetos sociais que atraem cada vez mais crianças e adolescente. A avaliação é do técnico Mario Colo Oliva, que integra a Confederação de Rugby e visitou o campo da sede da concessionária de ferrovias Rumo, em Curitiba, onde 45 meninos e meninas aprendem e praticam o esporte toda quarta-feira.

Ele afirma que o interesse pelo rugby vem crescendo rapidamente com a exibição de jogos em canais de TV a cabo. “As crianças estão aprendendo sobre o jogo pela TV, na escola, desde cedo”, observa. Para Colo, o esporte tem a vantagem de ser inclusivo, uma vez que permite a atuação de pessoas de todos os portes físicos, valorizando a força, e pode ser praticado além dos 30 anos.

O Brasil está no início desse processo de profissionalização, considera. “Existem apenas sete jogadores ‘profissionais’ no País. Podemos considerar que qualquer dessas crianças, com dedicação e um pouco de talento, pode chegar à Seleção Brasileira”, disse o ex-jogador, que é argentino e atou profissionalmente na Itália e na Espanha.

Há cinco anos fora de competições, Colo jogou até os 39 anos e se especializou na seleção e preparação de jogadores. Ele mudou para Curitiba para ajudar a Confederação de Rugby a encontrar novos talentos no Paraná.

A estimativa é que mais de 600 crianças e adolescentes estejam praticando o esporte em projetos sociais na capital paranaense. No programa que funciona com apoio da Rumo e da Escola Municipal Durival Britto e Silva, o interesse tem sido crescente. Até o ano passado, participavam cerca de 20 meninos e meninas e, neste ano, há 45 participantes. A Companhia cede o espaço para a prática regular do esporte em projetos que estimulam a cidadania e divulgam informações sobre segurança de trânsito às comunidades próximas à ferrovia.

Sobre a Rumo

A concessionária tem 12 mil quilômetros de malha ferroviária, 966 locomotivas, 28 mil vagões e quase 12 mil funcionários diretos e indiretos. Transporta produtos agrícolas e industriais em operações de exportação, importação e de abastecimento interno.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.