A importância do dia 28 de junho para a comunidade LGBTI

Parada da Diversidade de Curitiba em 2016

O dia 28 de junho marca um fato importante na história do movimento LGBT no mundo todo: nesta data, em 1969, houve o que foi talvez o primeiro levante da história contra a discriminação ao público LGBTI. Os frequentadores do Stonewall Inn se rebelaram contra as constantes batidas policiais no bar, o que acabou resultando em uma batalha que durou duas noites e deu origem à organização da primeira parada do orgulho LGBTI, realizada no dia 1 de julho de 1970 nos Estados Unidos. É nesta data então que hoje é celebrado o Dia Mundial do Orgulho LGBT.

De lá pra cá muita coisa mudou e muitos direitos foram conquistados em diversos países, mas infelizmente muita coisa ainda precisa ser feita. Todos os anos desde então, em muitas cidades são realizadas as Paradas da Diversidade LGBTI, sendo a de São Paulo uma das maiores delas (em 2017 mais de três milhões de pessoas compareceram).

Com muita alegria e cores, o público LGBTI e quem mais apoiar a causa, sai às ruas em uma manifestação pacífica pelos direitos à igualdade. Em Curitiba, ela é organizada pela APPAD, Associação Paranaense da Parada da Diversidade e terá em 2017 sua 18ª edição com o tema “O que eu tenho a ver com isso?”.
Mas dados tristes ainda tornam a lembrança do dia 28 de junho ainda mais importante: o Brasil é o país onde mais são registrados homicídios de gays, lésbicas, travestis, transexuais e intersexuais no mundo. Em 2016 o número foi espantoso: a cada 25 horas uma pessoa LGBT foi morta no país, sendo que São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro foram os estados com mais registros.

Foi com o levante do Stonewall Inn que o então chamado movimento gay ganhou força no mundo e, a partir dali que símbolos como a bandeira do arco-íris criada por Gilbert Baker passou a ser adotada pelo movimento. O dia 28 de junho de 1969 é o marco do início de uma luta que ainda continua e que, em tempos de extremismos exacerbados, se torna dia a dia mais importante.

Sobre a APPAD

Criada em 2004, a APPAD (Associação Paranaense da Parada da Diversidade) é hoje uma das associações de referência no atendimento e defesa dos direitos das população de lésbicas, bissexuais, gays, travestis, transexuais e Intersexuais no Paraná. Organizadora da Parada da Diversidade, que neste ano terá sua 18ª edição, a associação sem fins lucrativos é mantida por voluntários e doadores e hoje realiza ações de promoção e defesa dos direitos humanos em diversas áreas: psico-social, cultural, comunicação e segurança pública para o enfretamento à LGBTIfobia, Racismo e o Machismo.

Em 2016 a Parada da Diversidade de Curitiba contou com mais de 40 mil participantes, que caminharam no Centro Cívico tendo à frente uma ala somente de pais e mães que estiveram presentes pelos direitos dos filhos LGBTI. Neste ano, a parada será realizada dia 5 de novembro, com saída da Praça 19 de dezembro, a Praça da Mulher Nua.

Conheça mais sobre a APPAD
Facebook: https://www.facebook.com/appad.curitiba/
Instagram: @paradalgbt
Twitter: @ParadaLGBTCWB