Dor de garganta pode ter causa viral e bacteriana

Quase todo mundo já teve dor de garganta. Aquela dor indesejada, sintoma de algo ‘raspando’ e dificuldade para engolir podem ser alguns dos sinais de que sua garganta está pedindo socorro. Segundo a otorrinolaringologista Isabela Oliveira, da Otorrinos Curitiba, a dor de garganta pode ter diferentes causas, por isso é importante uma avaliação médica para indicar o melhor tratamento.

“É comum que, a qualquer sinal de dor de garganta, muitos acreditem que seja necessário tomar antibióticos. O problema, no entanto, pode ter outras causas além da infecção por bactérias. A dor de garganta de origem viral, por exemplo, é oito vezes mais frequente que a de origem bacteriana, e nesse caso o tratamento é feito apenas com analgésicos e antitérmicos. Outro fator que provoca esse sintoma são inflamações/irritações simples, desencadeadas pela respiração bucal (principalmente nos portadores de rinite alérgica e/ou apneia do sono), pelo uso abusivo da voz, pelo tempo seco e poluição do ar, por exemplo”, explica a especialista.

Uma causa pouco lembrada e cada dia mais diagnosticada é o refluxo laringofaríngeo, conhecido como “problema no estômago”. De acordo com Isabela, com o retorno do ácido do estômago para o esôfago, laringe e faringe, o paciente tem uma sensação de que tem algo parado na garganta, sente ardência e coceira (tosse), às vezes, até fica rouco. “Isso ocorre por causa da acidez elevada do suco gástrico refluído que atinge regiões não preparadas para esse contato, provocando inflamação crônica”, lembra a otorrino.

Tomar sorvete dá dor de garganta?
Tomar sorvete ou bebida gelada afetam diretamente as defesas locais da mucosa da garganta. Primeiro, provocam a contração dos vasos sanguíneos, diminuindo o aporte de sangue para o local e dificultando a cura da inflamação; segundo, também alteram os batimentos dos cílios, que são microestruturas que movem as secreções normais e anormais do nosso sistema respiratório, facilitando o desenvolvimento de infecções virais e bacterianas, como sinusites, bronquites e até em casos extremos, a broncopneumonia.

“Para que o consumo de sorvete não prejudique a garganta, ele deve ser consumido em alternância com um pouco de água em temperatura ambiente, o que evita que a garganta fique gelada demais por muito tempo”, aconselha a especialista.

Uso de ventiladores e ar-condicionado
O uso de ventiladores pode ser prejudicial quando for direcionado diretamente para a pessoa com a garganta inflamada. Se estiver direcionado para cima ou para a parede, o ventilador pode, sim, ser usado. Já o ar condicionado não é recomendado, pois, além de ressecar o ar, a temperatura muito baixa causa diminuição nas defesas do corpo.

Tratamento
Antes de começar qualquer tratamento para a dor de garganta, é essencial procurar ajuda médica para uma investigação e diagnóstico precisos. “Identificando a causa, o médico irá orientar quais as medidas efetivas para se livrar do problema, seja mudança na alimentação ou terapia medicamentosa. A dor de garganta é um sintoma de muitas causas diferentes e as receitas caseiras apenas aliviam o sintoma, sem influenciar na evolução da doença”, finaliza Isabela.

Sobre Isabela Oliveira
Isabela Oliveira é graduada em Medicina pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Especialista em  Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial pelo Hospital Universitário Evangélico de Curitiba e pós-graduada em Auditoria para Hospitais, Serviços, Sistemas e Planos de Saúde na Faculdade Pequeno Príncipe. Atualmente, cursa MBA de Gestão em Saúde na ISAE-FGV e atende nas unidades Centro e Mercês da Otorrinos Curitiba.

Sobre a Otorrinos Curitiba
A Otorrinos Curitiba é a mais nova referência no atendimento da área de otorrinolaringologia da capital paranaense. Inaugurada em setembro de 2015 no bairro Mercês, a clínica possui estrutura moderna, excelente localização, tecnologia de ponta e profissionais altamente renomados para oferecer o melhor atendimento aos pacientes.

A Otorrinos Curitiba possui horário de atendimento diferenciado: de segunda a sexta, das 8h às 22h, e aos sábados, das 8h às 20h. Para maior comodidade dos pacientes, possui estacionamento no local.

A clínica atende aos seguintes convênios: Unimed, Amil Assistência Saúde, Bradesco Saúde, Copel, Cassi, Evangélico Saúde, Mediprev, Sanepar, Saúde Caixa, Sinam, SulAmérica e Voam.

Serviço:
Otorrinos Curitiba
Rua Doutor Roberto Barrozo, 1381, 1º andar – Mercês
Telefone: (41) 3335-0302 / 3336-9640 / 3339-4084
Site: www.otorrinoscuritiba.com.br