Dynatrace apresenta como realizar a jornada de transformação para Cloud e tendências de monitoramento no AWS Summit

Rene Abdon, Diretor de Serviços da Dynatrace no Brasil, realiza palestra sobre como organizações podem aumentar a produtividade e reduzir custos operacionais

 

A Dynatrace, líder mundial em soluções de Gerenciamento de Performance Digital, participa do AWS Summit 2017, um dos maiores eventos dedicados à infraestrutura de computação em Nuvem que promove conhecimento e atualização para usuários novos e experientes. Rene Abdon, Diretor de Serviços da Dynatrace no Brasil, apresentará uma palestra no evento sobre como as empresas podem realizar a jornada de transformação para Cloud e tendências de monitoramento. O encontro acontece no dia 22 de junho (quinta-feira), em São Paulo (SP).

“A migração de aplicações das empresas para a Nuvem deixou de ser um planejamento em médio ou longo prazo para se tornar uma necessidade imediata. É importante que as companhias tenham consciência disso para que se tornem predadoras digitais e não presas”, afirma Abdon. Segundo pesquisa realizada pela Dynatrace e publicada no livro Cloud-Native Evolution, nove entre dez pesquisados migrarão para tecnologias de Cloud nos próximos cinco anos. Essa tendência exigirá que as organizações repensem seu modelo de monitoramento e revejam a arquitetura de suas aplicações orientadas por microsserviços em ambientes complexos, dinâmicos e escaláveis.

“Migrar os processos operacionais para a Nuvem proporciona uma série de vantagens, como redução de custos, maior eficiência operacional, escalabilidade e provisionamento sob demanda, autonomia e independência para equipes ágeis melhorarem sua maturidade em DevOps,  além de acesso a software no modelo SaaS (Software as a Service). Pensando nisso, empresas do mundo inteiro estão passando muitas de suas operações para Cloud – seja ela pública, privada ou híbrida”, explica o Diretor de Serviços da Dynatrace.

A jornada de transformação para Cloud envolve três diferentes estágios de como as empresas adotam as mudanças. No primeiro, as aplicações permanecem as mesmas, mas com mudanças de plataformas e a automação como chave. O segundo é a alteração na estrutura interna do software para torná-lo mais fácil de entender e mais barato para modificar, passando para microsserviços, em que as arquiteturas se tornam poliglotas e ciclos independentes são liberados. Já a última fase exige mecanismos avançados de resiliência e escalabilidade para microsserviços e provisionamento ágil por meio das plataformas de Nuvem e suas arquiteturas definidas por software.

“O monitoramento nativo de Cloud feito pela Dynatrace é uma oferta essencial para a gestão de performance de aplicações, da qual muitas companhias dependem para manter seus serviços funcionando perfeitamente. O apoio da empresa demonstra seu foco em oferecer aos clientes uma forma fácil de obter e implementar ferramentas de gestão de desempenho de aplicação de baixo atrito para desenvolver seus negócios”, complementa Abdon.

Anote em sua agenda: Dynatrace no AWS Summit 2017

Data: 22/06/2017 (quinta-feira)

Local: Transamerica Expo Center

Endereço: Avenida Dr. Mario Vilas Bôas Rodrigues, 387 – Santo Amaro – São Paulo (SP)

Horário: das 7h30 às 18h45

Palestra Dynatrace: “Jornada para Cloud Native: O caminho para transformar o seu negócio”, das 16h30 às 16h55

Site do evento: https://aws.amazon.com/pt/summits/sao-paulo/