NewBoss revende MacBooks seminovos a partir de R$ 1.700

Primeiro a atuar como marketplace e loja virtual ao mesmo tempo, site conta com sistema de venda direta e anúncios de terceiros

A Apple começou a vender no Brasil os MacBook e MacBook Pro com configurações atualizadas anunciados durante a WWDC. Os modelos têm design criativo e preços muito chamativos, que chegam até R$ 32.227. Mas não é preciso desembolsar toda essa grana para ter um MacBook para chamar de seu. Com mais de 30 mil acessos mensais, a startup NewBoss (newboss.com.br) gerencia um site de compra e venda de produtos eletrônicos usados, como smartphones, tablets e notebooks. Lá é possível encontrar produtos usados em perfeitas condições estéticas e de funcionamento. “Temos computadores que estão sem nenhuma marca e com poucos meses de uso, e estão cerca de 60% mais baratos do que um novo na época em que foi comprado (entre 2011 e 2015)”, afirma Alfredo Mattioli, um dos idealizadores do NewBoss.

Com a grande demanda por mercadorias da Apple, o site iniciou a compra direta de MacBooks ofertados por usuários comuns. A ideia é gerar uma espécie de curadoria, selecionando os melhores produtos do site e revendendo diretamente aos consumidores com um “Selo de Qualidade NewBoss”. Assim clientes podem encontrar MacBooks Pro a partir de R$ 2.000 e MacBook Air a partir de R$ 1.700, com pagamento em até 12X, e ainda é possível revender seu aparelho usado de forma rápida e segura.

O site, que possui mais de 8.000 usuários cadastrados, já conta com 600 anúncios de produtos, dentre eles muitos da Apple, iPhones 4, 5, 6, e e iPads a partir de R$ 333,00. Já estão disponíveis também cinco MacBooks com selo de qualidade NewBoss, garantindo os melhores negócios para os usuários.

Começando a compra e venda de produtos de seus usuários, o NewBoss é o primeiro a atuar como marketplace e loja virtual ao mesmo tempo, e acaba por criar um diferencial em relação a outros players conhecidos, como OLX e Mercado Livre, que são apenas marketplace, ou sites especializados em revenda Apple, como Brused e Trocafone, que são apenas loja virtual.

Na hora de comprar seu MacBook usado é importante ter algumas coisas em mente:

Os produtos usados são muito mais baratos do que os novos, mas é importante saber de quem está comprando, para não levar “gato por lebre”. Converse com o vendedor e sinta se ele está sendo honesto, falando sobre os recursos e possíveis defeitos da mercadoria. Produtos com preços muito abaixo dos demais que possuem a mesma configuração, possivelmente são defeituosos ou roubados, fique atento aos golpes!

No caso dos produtos Apple, é possível bloquear o aparelho em caso de perda ou roubo, se ele estiver vinculado à sua Apple ID. Portanto para quem está comprando esses produtos, uma das principais perguntas que deve ser feita ao vendedor, logo no início da negociação, é se o Apple ID ou iCloud estão em nome do proprietário do produto.

É conhecido nas principais plataformas de compra e venda online e sites de classificados, como OLX e Mercado Livre, que existem contas de pessoas fraudulentas tentando enganar os usuários. Temos conhecimento de dois tipos de golpes; um para quem está comprando e outro para quem está vendendo:

  • Para quem está comprando, o golpe consiste em enviar o dinheiro e nunca receber a mercadoria. Esse golpe é aplicado entre cidades, onde não existe a possibilidade de ver o produto pessoalmente. O vendedor sugere fazer um contrato de compra e venda, enviar por e-mail com assinatura e reconhecimento em cartório, para então receber o valor em depósito. O contrato, é claro, faz parte do golpe e não tem validade alguma. Os documentos do vendedor são falsos e o cliente não vai receber mercadoria alguma (que sequer existe).
  • Para quem está vendendo, o golpe consiste em enviar o produto para o cliente e jamais receber o pagamento. Esse golpe é aplicado por uma pessoa que é estrangeira (ou se passa por um) e diz que vai pagar até mesmo um valor maior do que o vendedor está pedindo, para que o produto seja enviado para fora do Brasil. O cliente insiste em fazer o pagamento via PayPal, o qual é mais seguro para ambos. É aí que está a sacada do golpe.

O golpista, envia um e-mail falso para o vendedor, se passando pelo PayPal e utilizando um domínio similar (exemplo: fatura@pagamentopaypal.com.br) alertando o recebimento do pagamento na conta PayPal deste vendedor. Esse pagamento jamais ocorreu e a pessoa que cai nele, envia o produto para o cliente, sem nunca receber o pagamento.

Esse golpe é bastante comum em sites de classificados como OLX, onde não existe mediação da venda. Já no Mercado Livre, só cai nesse golpe aqueles que decidem fazer o negócio por fora da plataforma, uma vez que o próprio Mercado Livre, disponibiliza a ferramenta de disputa.

Para quem pretende comprar um notebooks de fora do Brasil, o eBay também é uma grande opção. Sugerimos apenas que fique atendo ao teclado do notebook, o qual muitas vezes está no formato do país do qual se está comprando. Na Europa o teclado é diferente do que usamos aqui no Brasil, assim como em países com alfabetos diferentes do nosso (russo, chinês, árabe,…).

9 dicas importantes na hora de comprar eletrônicos de uso pessoal seminovos

  1. Não fazer negócio às pressas. Se for encontrar a pessoa para ver o produto pessoalmente, combine em um local seguro e veja o produto com calma, existem pequenos detalhes que podem passar despercebidos na hora da compra e depois é tarde demais para lamentar.
  2. Consulte na internet sobre possíveis defeitos comuns em aparelhos similares. Por exemplo, no iPhone 5, existe uma grande quantidade de pessoas que informa que o botão home deixou de funcionar depois de determinada atualização. Da mesma forma, ocorre no MacBook Pro de 2010 que o trackpad deixa de funcionar o clique após tal atualização.
  3. Verifique sempre se a configuração do produto é a mesma do anúncio.
  4. Verifique a condição da bateria.
  5. Verifique o teclado (no caso de notebooks).
  6. Verifique o trackpad (em MacBooks).
  7. Verifique se carregador está carregando. Existem MacBooks que apresentam defeito na placa lógica (placa mãe) e deixam de carregar. Este é um defeito que pode sair muito caro para consertar.
  8. Verifique o Wi-fi e Bluetooth do aparelho.
  9. Verifique se é desbloqueado para chips nacionais (no caso dos smartphones).