Oi Futuro apresenta mostra internacional de filmes sobre refugiados

O Oi Futuro apresenta a partir de 6 de junho a mostra internacional “Olhares sobre o Refúgio”, que reúne filmes brasileiros e estrangeiros sobre os dilemas, dificuldades e conquistas de refugiados em diversas partes do mundo. Ao exibir diferentes visões sobre o refúgio, a mostra contribui para a discussão sobre o tema e como podemos colaborar com a transformação desse cenário.

Com exibições gratuitas, a mostra internacional vai transformar a área externa do centro cultural no Oi Futuro em cinema ao ar livre durante quatro quartas-feiras, dias 6, 13, 20 e 27 de junho, às 19h.

A mostra será aberta com dois documentários inéditos: o curta-metragem “Bem-vindo ao Canadá”, de Adam Loften e Mary Fowles, sobre um jovem sírio que ajuda outros refugiados recém-chegados ao Canadá a reconstruírem suas vidas, e o longa “Exodus: de onde eu vim não existe mais”, dirigido por Hank Levine, que traz a história de seis pessoas tentando reconstruir suas vidas em diferentes países, incluindo o Brasil.

No dia 13 de junho, é a vez da ficção documental “Era o Hotel Cambridge”, dirigida por Eliane Caffé, que expõe os dilemas da moradia para populações vulneráveis nos grandes centros urbanos.

Em 20 de junho, será exibida a produção ítalo-palestina “Estou com a Noiva”, dirigida por Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry, que traz a saga de refugiados numa viagem de 3 mil quilômetros entre Milão e Estocolmo, tendo como pano de fundo um casamento fictício.

A mostra será encerrada no dia 27 de junho com a exibição do documentário brasileiro “A Casa de Lúcia”, dirigido por João Marcelo e Lúcia Luz, que retrata a viagem de uma síria que vive no Brasil ao Kuwait, onde ela reencontra seus familiares e evidencia as dificuldades de retornar para um local ao qual já não pertence mais.

Com filmes inéditos no circuito nacional, o evento é promovido pela ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) em parceria com o Oi Futuro, no Rio, e percorrerá outras quatro capitais brasileiras durante o mês de junho: Curitiba, Porto Alegre, Brasília e São Paulo.

A mostra integra as celebrações do Dia Mundial do Refugiado, dia 20 de junho. Segundo dados do Comitê Nacional para Refugiados (CONARE), atualmente vivem no Brasil cerca de 10 mil pessoas reconhecidas como refugiadas, de diferentes nacionalidades, sendo a maioria vinda da Síria, Colômbia e República Democrática do Congo.

O Cinema no Pátio é um projeto permanente do Oi Futuro que transforma a área externa do centro cultural em um cinema ao ar livre, sempre com sessões gratuitas, programação especial, projeção e som de qualidade. A ideia é fazer uma ligação direta com a cidade, levando a arte para além das paredes do Oi Futuro, inspirando a ocupação de locais públicos por atividades culturais e atraindo novos públicos. Já passaram pelo projeto mostras de grandes diretores, como David Lynch e Domingos de Oliveira, e edições temáticas, como Viagem no Tempo e Mês do Rock.

Segue a programação completa:

06/06, 19h: “Bem-Vindo ao Canadá” e “Exodus: de onde eu vim não existe mais”

13/06, 19h: “Era o Hotel Cambridge”

20/06, 19h: “Estou com a Noiva”

27/06, 19h: “A Casa de Lúcia”

SERVIÇO:

Mostra internacional “Olhares sobre o Refúgio”

Dias 6, 13, 20 e 27 de junho, às 19h

Oi Futuro (R. Dois de Dezembro, 63 – Flamengo – área externa)

Entrada franca (distribuição de senhas 30 minutos antes da sessão)

Classificação indicativa 16 anos

Sobre o Oi Futuro

O Oi Futuro promove, apoia e desenvolve ações inovadoras e colaborativas para melhorar a vidas das pessoas e da sociedade. Com a atuação nas frentes de Cultura, Educação, Inovação Social e Esporte, o instituto acelera iniciativas que ampliam o repertório com plataformas de conteúdo, potencializam o desenvolvimento pessoal e coletivo, fomentam experimentações de inovação e estimulam conexões.

Na área Cultural, o instituto atua como um catalisador criativo, impulsionando pessoas através das artes, estimulando a produção colaborativa e promovendo o acesso à cultura na era digital. O Oi Futuro mantém dois centros culturais no Rio de Janeiro, com uma programação que valoriza a produção de vanguarda e a convergência entre arte contemporânea e tecnologia, além da gestão do Museu das Telecomunicações e de sua Reserva Técnica, pioneiro no uso da interatividade no Brasil. O instituto também realiza o Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados, que seleciona projetos em todas as regiões do país por meio de edital público.

Na Educação, o Oi Futuro investe em modelos inovadores para inspirar novas formas de aprender e ensinar. O NAVE (Núcleo Avançado em Educação) forma jovens para as economias digital e criativa, com foco na produção de games, aplicativos e produtos audiovisuais. O programa, desenvolvido em parceria com as Secretarias de Estado de Educação do Rio de Janeiro e Pernambuco, oferece ensino médio integrado e profissionalizante. Além de obter formação técnica, os estudantes do NAVE são incentivados a desenvolver o espírito empreendedor e a estabelecer suas primeiras conexões profissionais, por meio de projetos e eventos de integração com o mercado de inovação.

Na Inovação Social, o programa Oi Novos Brasis viabiliza projetos empreendedores inovadores que trazem propostas para solucionar desafios atuais das cidades, contribuindo para o desenvolvimento da sociedade. O Oi Futuro também aposta em projetos esportivos que conectem pessoas e promovam a inclusão e a cidadania.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.