Pesquisa revela que viajar pode te ajudar a conseguir um emprego

Muitas pessoas temem que tirar um tempo para viajar pelo mundo possa afetar a carreira. No entanto, uma nova pesquisa revela que isso pode, na verdade, te tornar mais atrativo para o mercado de trabalho. É o que diz um novo estudo internacional realizado pelo site líder de reservas em hostels, Hostelworld, que questionou viajantes e empregadores de nove países. Os entrevistados foram perguntados se eles eram responsáveis pela contratação de novos funcionários em seu emprego atual, e se eles acreditavam que ter viajado tornam os candidatos mais empregáveis e por quais motivos. Os países incluídos no estudo foram Reino Unido, Estados Unidos, França, Espanha, Alemanha, Itália, Portugal, Brasil e Coréia do Sul.

A pesquisa mostrou que a maior parte dos adultos brasileiros (91%) acredita que viajar te torna mais atrativo para o mercado de trabalho, e 98% dos empregadores confirmaram esse resultado. Segundo a pesquisa do Hostelworld, 86% dos viajantes afirmaram que suas experiências ajudaram a entender o que queriam fazer da vida, e um número similar (85%) disse que as viagens ajudaram a descobrir o que queriam fazer profissionalmente. Muitas das pessoas que participaram da pesquisa se beneficiaram de experiências específicas, com 78% dos entrevistados que tiraram um ano sabático dizendo que fizeram trabalhos no exterior que ajudaram melhorar o currículo, e 65% respondendo que até conheceram pessoas que os ajudaram a garantir um emprego.

No entanto, são as habilidades adquiridas durante as viagens que realmente ajudam a aumentar as perspectivas de emprego. Entre as principais razões pelas quais as pessoas acreditam que viajar ajuda na empregabilidade de alguém estão a maior habilidade de lidar com pessoas (59%), a melhor adaptação a situações desconhecidas (49%) e a maior visão global adquirida pelos viajantes (45%). Outros benefícios que apareceram nos primeiros lugares foram: aumentar as habilidades de comunicação (43%), aumento de confiança (36%) e que viajar ensina as pessoas a ficarem dentro de um orçamento (19%).

Curiosamente, a pesquisa também sugere que aqueles que viajam tendem a ser mais empreendedores. Entre os que estão atualmente empregados, pessoas que passaram um tempo viajando são mais propensas a trabalhar por conta própria (39%) do que as que não viajaram (36%). Na verdade, vários empresários famosos falaram sobre o valor de viajar.

Segundo o diretor executivo do Hostelworld, Feargal Mooney, “para algumas pessoas, o emprego fixo pode ser uma barreira para viajar – seja entre os jovens adultos que estão querendo crescer na carreira ou entre aqueles que já foram mais longe e têm casa própria -, mas nossa pesquisa mostra que não precisa ser dessa forma, e que viajar não só te torna mais atrativo para o mercado de trabalho, mas as habilidades adquiridas podem ser revertidas em maiores lucros na carreira”.

De acordo com o estudo, boa parte dos adultos brasileiros (88%) considera fazer uma viagem. Na pesquisa o termo “viajar” foi definido como um período de pelo menos um mês. Entre os que ainda não viajaram, por razões que incluíram pensar que não podiam pagar (53%) e o fato de que sempre trabalharam direto, sem intervalos para uma viagem (12%), 61% dos questionados se arrependem desta decisão. “Viajar é uma das experiências mais gratificantes que uma pessoa pode ter, e aqueles que ignoram o desejo de ver o mundo costumam se arrepender. Empregos e finanças não precisam fechar esse caminho – estamos vendo um número cada vez maior de pessoas que embarcam em aventuras de duas semanas, ou mesmo só por um fim de semana, e as acomodações econômicas estão melhores do que nunca. Seja qual for o estágio da vida que você estiver, realmente não há uma boa razão pela qual você não deva sair e ver o mundo”, explica Feargal Mooney.

 

Sobre o Hostelworld
O Hostelworld Group é a principal plataforma global de reservas de hostels, com os sites Hostelworld, Hostelbookers e Hostel.com em seu portfólio, que atuam em 19 idiomas diferentes. Conectando jovens viajantes e hostels de todo o mundo, o Hostelworld tem mais de 8 milhões de avaliações espalhadas por 33.000 mil propriedades em mais de 170 países. O clientes do Hostelworld não são os turistas médios. Eles buscam experiências, e não suvenires, e querem estar no coração da ação. Eles querem Conhecer o Mundo, e é a própria natureza social dos hostels que facilita suas aventuras de viagens.

O grupo Hostelworld abriu seu capital em novembro de 2015, aparecendo nos principais mercados de valores de Londres e Dublin. Com sede em Dublin, o Hostelworld tem escritórios em Londres, Xangai, Sydney e Seul, e foi recentemente reconhecido como o Melhor Local de Trabalho de 2016, pelo Great Place to Work Institute. Saiba mais em: http://www.brazilian.hostelworld.com.

 

Sobre a pesquisa
A PCP Market Research foi contratada pelo Hostelworld para realizar uma pesquisa on-line com 1.000 mil pessoas de cada um dos diferentes países: Reino Unido, França, Espanha, Alemanha, Itália, Portugal, Brasil e Coréia do Sul. A pesquisa ocorreu entre 13 e 26 de abril de 2017.