Principais causas da perda auditiva em crianças

Baixo rendimento escolar e problemas no desenvolvimento da fala: esses podem ser alguns dos principais indicadores de perda auditiva nas crianças. Segundo o otorrinolaringologista Neilor Fanckin Bueno Mendes, da Otorrinos Curitiba, o atraso ou a falta de diálogo podem ser sinais importantes de perda auditiva e deve colocar os pais em alerta.

Veja também:
:: Épocas frias exigem mais cuidados com a saúde das crianças
:: Cinco dicas para prevenir a amigdalite em crianças
:: Saiba o que é a gagueira e suas principais causas

Crianças que não ouvem bem terão, consequentemente, um atraso para falar e, quando falarem, possivelmente haverá alguma troca de letras ou fonemas. Outra característica que percebemos em crianças um pouco maiores é o baixo rendimento escolar, desatenção e, por vezes, menor interação com os colegas”, explicou o especialista. Ele também comentou sobre as principais causas do problema.

“Estatisticamente, a principal causa da perda auditiva durante o desenvolvimento do bebê e da criança é genética, mas em um país como o nosso, onde a saúde da gestante e do recém-nascido ainda deixam a desejar, as causas infecciosas têm um papel importante nisso”, analisa.

Além de um atraso no desenvolvimento da fala e da linguagem, a perda auditiva pode ocasionar prejuízo escolar considerável, uma vez que não ouvindo, a criança não aprende os conteúdos apresentados. “Por vezes, pais e professores podem achar que a criança é desatenta ou até mesmo não tem interesse em aprender. Por isso é importante que os pais fiquem atentos ao desenvolvimento dos filhos e, se necessário, façam uma avaliação com um médico otorrinolaringologista para a realização de exames diagnósticos”, lembrou Neilor.

Teste auditivo nos recém-nascidos
O teste da orelhinha – ou teste de triagem – é obrigatório e gratuito, e realizado ainda na maternidade.
Por meio dele, é possível avaliar a audição e detectar precocemente algum grau de surdez no bebê. No entanto, ele é apenas uma triagem, e não mostra o nível de perda auditiva na criança. “Caso o teste detecte algum problema, o bebê é encaminhado para um otorrino, que analisa o melhor tratamento para o problema”, comentou o especialista.

Se for identificada alguma perda auditiva no recém-nascido, o tratamento deve ser multidisciplinar. “O tratamento envolve médico, fonoaudiólogo e por vezes pedagogas. Dependendo da causa e do nível da perda, vamos desde a estimulação com fono, passando por aparelhos auditivos e, quando necessário, implante coclear”, explica Neilor.

Aparelho auditivo em crianças
Não existe uma idade mínima para o uso de aparelho auditivo em crianças
. Habitualmente é feito após os seis meses, mas segundo o especialista, é importante fazê-lo de forma cautelosa, juntamente com uma avaliação fonoterapêutica especializada para que a indicação seja a mais correta possível.

Sobre Neilor Fanckin Bueno Mendes
Neilor Fanckin Bueno Mendes é formado em Medicina, com residência em Otorrinolaringologia pelo Hospital Angelina Caron, fellowship em Otologia pelo Hospital da Cruz Vermelha e estágio em Otologia e Otoneurocirurgia pelo Centre Hospitalier Universitaire de Bordeaux – França. É também preceptor de otologia dos serviços de otorrinolaringologia dos hospitais Angelina Caron e Cruz Vermelha.

Sobre a Otorrinos Curitiba
A Otorrinos Curitiba é a mais nova referência no atendimento da área de otorrinolaringologia da capital paranaense. Inaugurada em setembro de 2015 no bairro Mercês, a clínica possui estrutura moderna, excelente localização, tecnologia de ponta e profissionais altamente renomados para oferecer o melhor atendimento aos pacientes.

A Otorrinos Curitiba possui horário de atendimento diferenciado: de segunda a sexta, das 8h às 22h, e aos sábados, das 8h às 20h. Para maior comodidade dos pacientes, possui estacionamento no local.

A clínica atende aos seguintes convênios: Unimed, Amil Assistência Saúde, Bradesco Saúde, Copel, Cassi, Evangélico Saúde, Mediprev, Sanepar, Saúde Caixa, Sinam, SulAmérica e Voam.

Serviço:
Otorrinos Curitiba
Rua Doutor Roberto Barrozo, 1381, 1º andar – Mercês
Telefone: (41) 3335-0302 / 3336-9640 / 3339-4084
Site: www.otorrinoscuritiba.com.br