Vantagens da utilização de ACM em projetos de Retrofit

Conciliar a técnica de Retrofit na revitalização de prédios e outras construções antigas e, até mesmo, de grandes espaços urbanos, como praças e parques, com a praticidade e beleza do revestimento em ACM (Aluminum Composite Material ou Material de Alumínio Composto) tem sido a opção preferida da construção civil. Capaz de unir o antigo ao moderno por meio de práticas que permitem adequar imóveis antigos às novas exigências da legislação, mas mantendo aspectos originais da edificação, o Retrofit é indicado, entre outras, quando a intenção é alterar 100% da fachada, por exemplo. Por isso, sua combinação com placa de ACM é perfeita.

Moldáveis às necessidades do projeto arquitetônico, incluindo a adaptabilidade a estruturas tubulares e curvas, as placas de ACM vêm sendo largamente utilizadas, conferindo modernidade à obra, além de servir como um excelente isolamento termo acústico, protegendo as paredes externas da poluição. Entre as vantagens de sua utilização, estão também a praticidade na conservação e na limpeza, o fato de serem recicláveis e de proporcionar economia nos gastos com energia.

Leves e de fácil manuseio, as placas de ACM nada mais são que um “sanduíche” formado por duas lâminas de alumínio com núcleo de polietileno de baixa densidade. Em outras palavras, é um material formado por um núcleo termoplástico, de altíssima qualidade, que colabora para compor uma placa durável e leve para revestimentos de diversos tipos de fachadas de estabelecimentos comerciais a residenciais, dentre outros. A composição da placa de ACM confere ao produto a melhor relação entre peso e resistência quando comparada a outros artigos encontrados no mercado para a mesma finalidade.

 

Variedade de cores é vantagem
Disponível em várias cores, não é por menos que o revestimento em ACM se tornou a opção preferida de arquitetos e designers, podendo ser utilizado também no interior das edificações, bem como para totens e painéis publicitários, a exemplo dos letreiros, sinalização interna de ambientes em prédios corporativos e na decoração de stands em eventos dos mais diferentes portes.

As placas de ACM tem sido o material preferido pela rede hoteleira, de comércio em geral, magazines e bancos nos processos de renovação de fachadas, bem como na cobertura de pilastras e varandas. A facilidade de sua aplicação representa ainda ganho significativo de tempo nas intervenções para revitalização de construções mais antigas, permitindo, por exemplo, que os estabelecimentos comerciais não precisem penalizar seus clientes por conta de obras prolongadas.

Esse fator é importante quando se considera o uso do Retrofit para que se demande esforço mínimo de intervenção nas edificações antigas, a fim de não comprometer seus aspectos originais. Menos invasiva, mas com grande resultado para a modernização, a utilização das placas de ACM maximizam os resultados, impactando o mínimo possível na realização de obras, como seria uma reforma tradicional, por exemplo.

A agilidade da obra, colabora, inclusive, para que haja menos prejuízo financeiro para as organizações empresariais em decorrência do tempo necessário para a revitalização, uma vez que intervenções demoradas prejudicam o atendimento aos clientes. Sendo de fácil aplicação, o revestimento em ACM provoca grande impacto na clientela que se sente mais atraída a conhecer o estabelecimento e a frequentá-lo. Pesquisam indicam incremento de até 50% nas vendas em razão da revitalização de fachadas.

Um pouquinho de história
Os painéis compostos de alumínio foram criados na Alemanha, em 1965 pela empresa Alusuisse Composites, que 35 anos depois seria incorporada pela Alcan. Dada à sua versatilidade, alto grau de resistência em relação ao peso e à corrosão, leveza, durabilidade, facilidade de conformação e condutibilidade térmica, os revestimentos em ACM são alternativa ideal para conciliar praticidade, design e impulso nas vendas.