Definida próxima etapa de atendimento oftalmológico gratuito a estudantes da rede pública

Das 230 crianças que passaram pela primeira triagem, 74 tiveram indicativo para uso de óculos e vão passar por exames específicos; Paranavaí e São José dos Pinhais são as próximas cidades a receberem o programa

Cerca de 230 crianças e jovens foram atendidas gratuitamente por oftalmologistas, na primeira etapa do projeto que pretende acompanhar e promover a saúde ocular de estudantes de escolas públicas do Paraná, atendidas pelo Projeto Criança e Adolescentes Protegidos no Paraná Cidadão e UPS-Cidadania. O projeto pioneiro é resultado de uma parceria entre a Associação Paranaense de Oftalmologia, Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Secretaria de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos e Tribunal de Justiça do Estado do Paraná.

O primeiro atendimento aconteceu na Escola Municipal Professora Nansyr Cecato Cavichiolo, no bairro Parolin, em Curitiba, onde foram realizados exames de acuidade visual e encaminhamento de 74 estudantes para exames específicos. “A triagem revelou um número significativo de estudantes com problemas visuais que não usam correção de óculos, algo que sabemos tem impacto no desempenho escolar e na qualidade de vida”, destacou o secretário Geral da Associação Paranaense de Oftalmologia, Arthur Schaefer.

No próximo sábado (dia 8), os estudantes triados serão encaminhadas para clínicas particulares, para exames de refração sob cicloplegia, fundoscopia, biomicroscopia e topografia. Na oportunidade, representantes das óticas e laboratório parceiros também estarão presentes para a medição da distância naso pupilar, necessária à confecção dos óculos, que serão entregues posteriormente aos estudantes. Todo atendimento, triagem, exames específicos e os óculos serão feitos a custo zero para as famílias.

A próxima etapa de atendimento oftalmológico dentro do Projeto Criança e Adolescentes Protegidos no Paraná Cidadão e UPS-Cidadania será em Paranavaí, no dia 12, e depois em São José dos Pinhais, no dia 26. A expectativa é levar este trabalho para as 38 cidades que integram o programa Paraná Cidadão e UPS-Cidadania.

(Divulgação SEJU)