Empresas de Foz do Iguaçu podem se candidatar ao Programa Selo Qualidade no Turismo do PR

Programa desenvolvido especialmente ao trade de turismo anuncia últimas vagas para ciclo 2017/2018; interessados devem preencher requisitos para participar

Setor de turismo é reconhecido como propulsor na economia de Foz do Iguaçu. Somente em meios de hospedagem, como hotéis, hostels, pousadas, dentre outros, somam-se mais de 170 empreendimentos. No segmento de bares, restaurantes e similares, a cidade tem regularmente registrada mais de 200 empresas de interesse turístico. Já entre agências e receptivos representam mais de 130 negócios no município. Apesar de impulsionarem o trade de turismo, o número também representa concorrência e, consequentemente, requer qualificação para que as empresas permaneçam competitivas no mercado.

Segundo o consultor do Sebrae/PR, Ricardo Flores, para ter competitividade é preciso apostar em diferencial, qualidade de gestão e inovação. “Principalmente os pequenos negócios, que buscam prosperar convivendo com algumas grandes redes do setor. Entretanto, as micro e pequenas empresas têm uma grande vantagem que é, justamente, a maleabilidade para se reinventar, para criar novas possibilidades, incrementar e qualificar seus produtos e serviços muitas vezes com baixo investimento, apenas aplicando uma ideia inovadora”, explica.

Um exemplo de como é possível encontrar uma “nova receita” para aumentar a competitividade das pequenas empresas de turismo é o programa Selo Qualidade no Turismo do Paraná, desenvolvido pelo Sebrae/PR em parceria com a Fecomércio PR, Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Paraná (ABIH-PR), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Paraná (Abrasel-PR), Associação Brasileira de Agências de Viagens do Paraná (Abav-PR), Associação Brasileira de Empresas de Eventos do Paraná (ABEOC/PR), Paraná Conventions e Paraná Turismo. Em Foz, ainda tem como parceiros locais o Sindhotéis, Sindilojas Foz e Iguassu Convention & Visitors Bureau.

“Além de capacitar os participantes para cumprir exigências legais, o programa estimula a diferenciação de cada empresa participante, de acordo com a própria realidade. Composto por uma série de capacitações, orientações e consultorias, foi desenvolvido para estimular resultados específicos de acordo com o mercado onde está inserido”, assinala o consultor ao orientar que tudo começa com uma avaliação in loco em cada participante.

As empresas são avaliadas segundo o Modelo de Excelência da Gestão (MEG), da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). “Um dos exemplos práticos para que o empresário encontre onde precisa melhorar se dá com a aplicação do Turista Oculto. Com base nesse e outros diagnósticos, são feitos planos de ação para implementação de melhorias e, ao final do programa, os participantes passam novamente por uma avaliação, esta auditada pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). Aquelas que pontuarem com, no mínimo, 80% de conformidade, serão reconhecidas com a chancela do Selo de Qualidade no Turismo do Paraná”, explica Ricardo Flores.

Exigências

Para participar do Programa Selo Qualidade no Turismo do Paraná, as empresas de Foz do Iguaçu precisam atender requisitos específicos de acordo com cada segmento. “As organizadoras de evento, por exemplo, precisam apresentar inscrição atualizada no Ministério do Turismo (Cadastur) e alvará de licença municipal. Também é exigido possuir um exemplar do Código de Defesa do Consumidor em local visível e de fácil acesso ao público. Já agências de turismo receptivo precisam dos três itens e, ainda, ter CNPJ atualizado e vigente no mínimo há três anos”, enumera Ricardo Flores.

Meios de hospedagem e alimentos e bebidas (gastronomia de interesse turístico) são as que precisam cumprir mais requisitos na inscrição, conforme alerta o consultor. As empresas do segmento gastronômico devem apresentar certificado atualizado de exterminação, dedetização ou desinsetização de pragas válido; alvará de funcionamento válido; comprovação de vistoria do Corpo de Bombeiros válido; licença sanitária válida e possuir um exemplar do Código de Defesa do Consumidor em local visível e de fácil acesso ao público.

Meios de hospedagem interessados em participar do Selo Qualidade no Turismo do Paraná devem apresentar os seguintes requisitos gerais e obrigatórios, além dos mesmos exigidos ao segmento de alimentos e bebidas: apresentar comprovante de inscrição atualizado no Ministério do Turismo (Cadastur) e utilizar o formulário modelo da Ficha Nacional de Registro de Hóspedes (FNRH) ou modelo próprio contendo todas as informações obrigatórias previstas na FNRH.

Do total de empresas do trade em Foz do Iguaçu, apenas 18 receberam o reconhecimento do Selo Qualidade no Turismo do Paraná (no último ciclo, 2016/17), que tem validade por um ano para identificar as empresas em conformidade com as exigências legais segundo avaliação do Tecpar. “Para este novo ciclo, abrimos a oportunidade para que 25 empresas tenham a oportunidade de se diferenciar no mercado competitivo do turismo”, ressalta Ricardo Flores, do Sebrae/PR.

Para fazer a inscrição, empresas interessadas devem preencher ficha de adesão e apresentar os requisitos documentais de acordo com a categoria. Mais informações podem ser solicitadas pelo telefone do Sebrae/PR em Foz do Iguaçu, que é o (45) 3521-5300.