Entenda por que a desoneração da folha de pagamento é prejudicial para a TI

No dia 28 de junho a comissão mista do Congresso que analisa a Medida Provisória 774/2017 aprovou a retomada da contribuição previdenciária patronal de 20% sobre a folha de pagamentos para a maioria dos setores da economia. As empresas que atuam com Tecnologia da Informação (TI) foram afetadas drasticamente, gerando muita preocupação.

Para Raphael Jacinto, vice-presidente da Ewave do Brasil, o impacto mais latente que existe com relação à mudança da desoneração da folha de pagamento é o planejamento financeiro das empresas.

Para o executivo, quando se opta por trabalhar com a desoneração – e essa opção se faz no seu ano fiscal ou no exercício  anual – é feito um planejamento em cima de uma alíquota tributária que o empresário já conhece. Este percentual está presente em toda a sua gestão incluindo investimentos, contratação de novos colaboradores e até no crescimento:

Se no meio do caminho esse jogo ou a regra mudam, o empresário ou a empresa está fadada à erros grandiosos com impactos  significativos. Analisando o setor de Tecnologia da Informação, que é um setor de serviços, estamos falando de pessoas e profissionais. Isso gera perda de performance principalmente na contratação de profissionais e no desenvolvimento de novos serviços.” analisa Raphael Jacinto.       

Nova alíquota é exorbitante
Quem é optante pela desoneração da folha de pagamento recolhe 4,5% sobre o faturamento mensal. Quando a empresa perde este benefício da desoneração da folha de pagamento, deixa-se de recolher estes 4,5% de alíquota no faturamento mensal e passa-se a recolher 20% do valor bruto da sua folha de pagamento. Analisando a proporção de 20% da folha para 4,5% do faturamento, o impacto financeiro pode ser muito grande dependendo do quanto  a empresa fature e do seu portfólio:

“Se é uma empresa 100% orientada à serviço o impacto  pode alcançar até três vezes a alíquota tributária.  Agora, se é uma empresa que tenha um mix de produtos e serviços além de apenas serviços, este impacto pode ser reduzido pela metade.  Mas as empresas de TI dificilmente trabalharão só com produtos e terão sempre serviço.”

O vice-presidente da Ewave lembra ainda que o próprio Governo, quando compra de uma empresa de TI, faz essa compra como serviço que usava esta alíquota específica.

Sobre a Ewave
A Ewave do Brasil, parte do grupo israelense Ewave, atua no mercado brasileiro desde 2006 sendo um dos principais fornecedores de serviços de soluções de tecnologia do país em desenvolvimento e integração de sistemas, serviços de hunting e alocação de profissionais de TI. A Ewave trabalha em parceria com os principais fornecedores mundiais de plataformas tecnológicas como IBM, Microsoft, Oracle, EMC e VMware além de ser  premium partner da IBM, atestando a excelência na entrega de serviços e tecnologias IBM. “

Sobre a KAKOI Comunicação
A KAKOI Comunicação é uma empresa cujo objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado. A kakoi conta com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.

KAKOI Comunicação
R. Gumercindo Mares, 119 – Vista Alegre, Curitiba – PR,
Fone:  (41) 3014-7662
www.kakoi.com.br