Klabin registra crescimento de 11% no Ebitda do segundo trimestre de 2017

A Klabin, maior produtora e exportadora de papéis do Brasil, líder na produção de papéis e cartões para embalagens, embalagens de papelão ondulado e sacos industriais, além de única empresa do País a produzir em uma mesma unidade industrial celulose de fibra curta, celulose de fibra longa e celulose fluff, registrou seu 24º trimestre consecutivo de crescimento nos resultados financeiros. A companhia atingiu R$ 595 milhões de Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no segundo trimestre de 2017, o que representa 11% de crescimento em relação ao mesmo período de 2016.

Neste segundo trimestre do ano, a companhia destaca em seu balanço financeiro o elevado e contínuo desempenho da Unidade Puma que, após a parada anual para manutenção, realizada no final de março deste ano, concluiu o processo de ramp up e atingiu volume de vendas de celulose de 337 mil toneladas no 2T17, resultado 12% maior na comparação com o 1T17. Do volume de vendas do segundo trimestre deste ano, 252 mil toneladas foram de celulose de fibra curta e 85 mil toneladas de celulose de fibra longa e fluff.

A performance da Unidade Puma impulsionou o volume total de vendas da Klabin no segundo trimestre de 2017, que somado ao bom desempenho das unidades de papéis e conversão, atingiu 777 mil toneladas (sem incluir madeira), volume 23% maior em relação ao segundo trimestre de 2016. A receita líquida de vendas totalizou R$ 1.984 milhões no segundo trimestre deste ano, 17% superior ao mesmo período do ano anterior.

Outro destaque é a evolução no volume de vendas dos produtos de conversão, no qual a Klabin cresceu 8% no segundo trimestre de 2017 em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação semestral, o aumento foi de 10% este ano em relação a 2016. Esse avanço foi incentivado pelas aquisições no mercado de papelão ondulado no final de 2016 (Embalplan e Hevi Embalagens) e demonstram a capacidade de adaptação e competitividade da Klabin em diferentes mercados e cenários adversos.

Investimentos

A Klabin investiu R$ 209 milhões no segundo trimestre de 2017, sendo R$ 43 milhões direcionados à Unidade Puma, R$ 64 milhões para as operações florestais, R$ 87 milhões destinados à continuidade operacional das fábricas e R$ 15 milhões em projetos de alto retorno que visam melhorar o desempenho da companhia em todos os segmentos em que atua. (giovana.savine@inpresspni.com.br)