Lapa: novamente cinematográfica

 

 

Ao  serem gravadas as principais cenas do longa metragem: Alice JR, do diretor Gil Baroni, a Lapa, volta a ter visibilidade na área da produção cinematográfica. O “jejum”, que durou pouco mais de quatro anos, foi quebrado em grande estilo, uma vez que a película, vem com força total por tratar de um tema que está em alta perante a opinião pública e o diretor é  um dos expoentes do cinema paranaense, tanto que,  um dos ícones do cinema nacional , Luiz Carlos Lacerda, quando tomou conhecimento das gravações na Lapa , o descreveu assim: “Gil Baroni  é dos mais talentosos Diretores da nova geração! A Lapa merece!”. Alice Júnior é um longa-metragem de ficção, uma comédia adolescente que conta a história de Alice, uma adolescente trans de 17 anos (e muita personalidade!), que se muda de Recife – PE para uma cidade do interior do Paraná, a fictícia Araucárias do Sul.

E a estadia de Alice Júnior em Araucárias do Sul será, no mínimo, inesquecível. Será repleta de conflitos, aprendizados, intensas amizades e momentos mágicos. Essa história vai divertir e cativar o público. A produtora , Andrea Tomeleri da  Beija flor Filmes,  ressaltou a importância do trabalho que a Lapa Film Comission e a prefeitura realizam no apoio as produções cinematográficas no município: ” Na Lapa, nos gravamos tranquilos, pois temos toda logística necessária, nos é facilitado as condições ideias para trabalhar de forma tranquila. Estamos felizes de gravar aqui. O diretor Gil Baroni, também ressaltou a fundamental  importância do apoio recebido, pelo município e do Lapa Film Commission: “A Lapa é uma cidade bonita, aconchegante e acolhedora, queremos voltar , outras vezes, gravar outras cenas, de outros filmes e finaliza resumindo: A Lapa é uma cidade cinematográfica!” Márcio Assad coordenador do Lapa Film Comission e diretor de turismo da Lapa, destacou a importância desta retomada e nos  contou , que outras produções áudio visuais estão por vir: ” Estamos em avançada negociação para receber uma produção fotográfica, que terá um significado extraordinário para a Lapa, pois tem um propósito bastante abrangente. Lapa é um cenário maravilhoso e há uma boa vontade de nós lapeanos,  em acolher iniciativas que tragam visibilidade ao município, no campo da cultura e do turismo. Hoje a municipalidade, está atenta e participando ativamente neste processo. Viva a Lapa!”.