Mega Artesanal 2017: feira reforça a importância da arte manual e do artesanato para a economia brasileira

A décima sétima edição da Mega Artesanal, maior feira de produtos e técnicas de artes manuais e artesanato da América Latina, realizada em São Paulo de 11 a 16 de julho, foi um sucesso. Com o número recorde de 340 expositores, que apresentaram novidades em insumos e produtos acabados e ofereceram centenas de cursos, o evento reuniu milhares de pessoas e mostrou mais uma vez que o trabalho manual e o artesanato não são apenas um hobby ou uma terapia do brasileiro, mas também fonte de renda de muitas famílias.

“A Mega Artesanal sempre teve o perfil de capacitar profissionais, mas nesta edição, que recebeu um público de 16% maior do que na anterior, isso ficou ainda mais evidente. Nos surpreendemos com a quantidade de iniciantes, interessados em aprender alguma técnica para vender suas produções e, quem sabe, viver de artesanato”, diz Rita Mazzotti, diretora da WR São Paulo, que organiza a Mega Artesanal.

A seguir, alguns destaques da Mega Artesanal:

Entrada

A entrada da Mega Artesanal é sempre uma festa. O público foi recebido pela banda de rua Emblues Beer Band, com muita música boa e alegria.

Cursos

Mais uma vez os cursos oferecidos na Mega Artesanal atraíram milhares de visitantes. Foram mais de 10 mil vagas de cursos por dia, em sua maioria gratuitos, onde os participantes aprenderam novas técnicas e ampliaram seus conhecimentos sobre artesanato e artes manuais. No estande do Clube de Artesanato, por exemplo, foram ministrados 6 cursos por dia, com capacidade para 360 pessoas cada. A Döhler também atendeu 5 mil pessoas com cursos de técnicas variadas e bordado. Já o Feltros Santa Fé, que caprichou na montagem de um estande praticamente artesanal, reproduzindo um picadeiro e uma tenda de circo em feltro, a animação ficou por conta de Beth Ribeiro, Marcelo Darghan e Rogerio Chiaravalli, entre outros, e de oficinas ministradas por artistas como Débora Radtke.

Demonstrações

Além dos cursos, as demonstrações rápidas também fizeram sucesso. Em poucos minutos, tecidos, madeira, biscuit e sabonete ganhavam forma diante de olhares atentos e curiosos.

Novidades

Quem foi ao estande da Dremel, por exemplo, viu de perto o funcionamento da Micro retífica 8220, máquina que corta, lixa, descasca, limpa e fura apenas trocando o acessório  e pode ser usada em superfícies como o vidro, tecidos (como jeans), metal, madeira e também no acrílico.

A Gato Preto lançou durante a Mega a porcelana líquida, que imita o efeito da porcelana e pode ser usada em materiais como MDF, madeira, gesso, cerâmica, plásticos, vidro.

O grande destaque do estande da Pfaff foi a máquina de costura Quilt Expression™ 4.2, que dá precisão aos trabalhos de patchwork e quilting, já que possui 254 Pontos (sendo 47 pontos específicos para patchwork), além de display gráfico iluminado e arremate automático imediato.

No estande da 3D Art, os visitantes viram demonstrações de aplicação e manuseio do 3D art Gel, que tem base de resina e pode ser utilizado em papel, madeiras, MDF e metal e tem secagem ultrarrápida (cerca de 2 minutos).

Rua das Artes

Pela primeira vez na Mega, a Rua das Artes mostrou 20 totens com trabalhos de artistas, artesãos e ateliês com diversas técnicas de artes manuais e artesanato como bordado, crochê, pinturas, biscuit, caricaturas e decoração.

Desafio de moda

Outra atração inédita dessa edição foi o Desafio de Moda & Craft, realizado entre alunos do curso de Modelagem do Vestuário de Escolas Técnicas Estaduais. As 24 duplas participantes criaram roupas a partir de materiais como o papel, tintas, feltro, fitas e fios, tecido, botões e aviamentos muito presentes em trabalhos manuais. Houve um empate entre os participantes da Etec Carlos de Campos, com duas duplas campeãs: Ana Claudia Cruz e Fabíola Andrade da Silva e Daniela Francisco de Oliveira e Aline Bruckmiler. A dupla vencedora da Etec José Rocha Mendes foi formada por Helena Trevisan e Caroline Traven. Os primeiros lugares foram premiados com uma máquina de costura Singer.

Peter Paiva

Como sempre, o estande do Peter Paiva é um dos mais procurados da Mega Artesanal. Esse ano, o rei da saboaria usou o tema “A arte que move o Brasil”.

Exposições

As exposições são atrações à parte da Mega Artesanal. Na Max Expo, por exemplo, a curadora Rita Paiva, reuniu trabalhos de talentosos artistas brasileiros e diversas técnicas como patchwork, bordado e arte em papel. Arte têxtil e feltragem foram os temas das exposições “Côncavo e Convexo / Positivo e Negativo”, com curadoria de Ciça Mora e “Arte Fieltro Collección”, das artistas gaúchas Ana Maria Hochegger, Maria Alice De Ré e Mariza Rosa Costa e Silva, respectivamente.

Público aprova e quer mais

“Esta foi a melhor Mega que já participei. Sempre venho e essa edição está muito bem organizada. Para mim os destaques são a Rua das Artes, o estande do Peter Paiva, que é único e o estande da Art Fácil. Saio de Minas Gerais para buscar lançamentos”.

Alessandra Oliveira, 38 anos, MG

 “É a primeira vez que venho na Mega Artesanal e meu objetivo é conhecer as novidades do setor e me inspirar. Tenho um pequeno ateliê e quero aperfeiçoar o que já faço e aumentar a gama de produtos que eu ofereço”. Sheila Dias, 45 anos, SC

“Minha esposa faz artesanato com MDF, então vim procurar novidades. Com tanta coisa bacana aqui, estou pensando em começar a trabalhar neste ramo também”. Marcos Amorim, 30 anos – SP

A Mega Artesanal 2018 será de 03 a 08 de agosto, no São Paulo Expo.

Mais informações: www.wrsaopaulo.com.br

Sobre a WR São Paulo Sobre a WR São Paulo – Especializada na promoção e organização de feiras e congressos, nacionais e internacionais, iniciou suas atividades em 1992, com a realização de eventos para o setor florestal. Em 2003, entrou no setor de arte, artesanato e artes manuais e, desde então, responde pela realização das principais feiras da área, como Mega Artesanal, Brazil Scrapbooking Show, Brazil Patchwork Show, Scrap & Arte Brasília, Artesanal Porto Alegre e Patch & Arte São Paulo. Em 2014, organizou a Artesanal Confeitaria & Festa, em 2015, e em parceria com a Burda Brasil, realizou a Burda Expo, primeira feira de costura doméstica do Brasil, e de 03 a 06 de maio de 2018 realizará a primeira Artesanal Nordeste, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda – PE.