MPPR promove espetáculo teatral aberto à população para falar sobre cidadania

Por iniciativa do Ministério Público do Paraná, o “João Cidadão”, projeto do Conselho Nacional do Ministério Público voltado a incentivar o exercício da cidadania, especialmente entre os jovens, vai inspirar uma peça teatral. O espetáculo “Um jeito simples de entender seus direitos” será apresentado a cerca de 12 mil estudantes de nono ano e do ensino médio de Curitiba e região. A estreia, marcada para o dia 29 de agosto, às 20 horas, no grande auditório do Teatro Guaíra, será aberta à população, com entrada gratuita.

O espetáculo

Bem-humorada e interativa, a peça foi adaptada pela Cia. dos Palhaços a partir da cartilha do “João Cidadão”, que também será distribuída aos espectadores, logo após o espetáculo. As cenas reúnem técnicas de teatro, circo e música e tratam dos direitos e deveres dos cidadãos, de um jeito simples e divertido. No total, serão seis dias em cartaz e 13 apresentações. Além da estreia para a comunidade, haverá sessões nos períodos da manhã e da tarde para estudantes de escolas públicas e particulares da capital.

“Os estudantes são agentes de transformação da realidade. Por isso, é importante a formação de uma juventude cidadã, comprometida e responsável, que possa contribuir para a construção de uma sociedade verdadeiramente melhor e mais justa”, afirma o procurador-geral de Justiça, Ivonei Sfoggia.

O projeto

Lançado pelo CNMP em 2015, o projeto “João Cidadão” traz ao debate temas diversos, como o combate à corrupção, o direito à educação e à saúde, a inclusão social, o estado democrático de direito e a liberdade de expressão, entre outros. Como o foco são adolescentes e jovens, a linguagem adotada é leve e divertida, ainda que crítica – a cartilha do projeto, por exemplo, distribuída em escolas, é toda inspirada em quadrinhos (mangá). “Neste contexto, pensamos que o teatro seria um recurso excelente para atingir nosso público, pois é uma forma de arte que soma a questão do entretenimento à reflexão”, conta o promotor de Justiça Eduardo Augusto Salomão Cambi, coordenador do projeto no MPPR.

Parceiros

O teatro do João Cidadão conta com patrocínio da Itaipu Binacional, da Sanepar, da Copel e do Grupo Positivo. A iniciativa conta, ainda, com o apoio do Centro Cultural Teatro Guaíra, das secretarias estaduais da Cultura e da Educação, da Fundação Escola do Ministério Público, da Gazeta do Povo, da Fundação Pedro Jorge, da Fiep, da Fecomércio e do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná.

Serviço:

“Um jeito simples de entender seus direitos”

Peça teatral inspirada no projeto “João Cidadão”, com a Companhia dos Palhaços

Terça-feira, 29 de agosto, às 20 horas

Grande auditório do Teatro Guaíra

Rua XV de Novembro, 971, Centro, Curitiba

Entrada livre, não é necessário apresentar ingresso

Sobre o Grupo Positivo

O Positivo nasceu há 45 anos, a partir da ideia um grupo de professores visionários que criaram um curso pré-vestibular inovador. Hoje, a marca Positivo consolidou sua liderança em todas as áreas em que atua (Ensino, Soluções Educacionais, Cultura, Tecnologia e Gráfica), graças à qualidade de seus serviços e produtos. Na área de Ensino, o Grupo atua desde a Educação Infantil até o Ensino Superior – Graduação (Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia), Especialização, Mestrado e Doutorado. Mais de 2 milhões de alunos utilizam os sistemas de ensino da Editora Positivo, em escolas públicas e particulares, no Brasil e no Japão. Escolas de mais de 40 países utilizam soluções desenvolvidas pela divisão de Tecnologia Educacional da Positivo Tecnologia, a maior fabricante brasileira de computadores. A Posigraf, uma das maiores gráficas da América Latina, tem filiais e representações em todo o Brasil e atende clientes no exterior. Na área cultural, conta com seis espaços destinados a eventos e exposições (Expo Renault Barigui, Teatro Positivo – Pequeno Auditório, Teatro Positivo – Grande Auditório, Expo Unimed Curitiba, Estação Eventos e Espaço Thá). O Grupo Positivo conta ainda com o Instituto Positivo, com foco em centralizar e potencializar as ações de responsabilidade social e investimento social privado das suas empresas e unidades educacionais.