Novo Polo está chegando ao mercado brasileiro. Confira as imagens do modelo em fase final de testes

O Novo Polo está chegando ao mercado brasileiro para revolucionar o segmento de compactos premium. O modelo está em fase final de testes e avaliações (clique aqui para ver o vídeo do modelo em testes) em condições de rodagem nas estradas brasileiras. Construído sobre a Estratégia Modular MQB da Volkswagen, o Novo Polo será equipado com recursos de assistência à direção, segurança e dinâmica veicular até então disponíveis apenas em modelos de categorias superiores, como o Golf e o Passat.

A Estratégia Modular MQB permitirá ao Novo Polo ser o primeiro em sua categoria a oferecer recursos como freios a disco nas quatro rodas com Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão (que freia o veículo para evitar múltiplas colisões) e o inovador BSW (Limpeza Automática dos Discos de Freio), que seca os componentes em caso de chuva, assegurando o menor espaço de frenagem e maior segurança.

Conheça os detalhes dos recursos que farão do Novo Polo a referência em seu segmento.

Suspensões com calibrações específicas

O Novo Polo terá configuração dianteira independente tipo McPherson e interdependente na traseira, com eixo de torção.

Para o Brasil, a suspensão do Novo Polo foi elevada em 20 mm em relação à versão Europeia, ganhando barra estabilizadora dianteira de 20 mm de diâmetro (versão com motor TSI).

O maior vão livre em relação ao solo garante maior robustez em rodagem. As molas e amortecedores possuem cargas definidas de acordo com as condições brasileiras, garantindo mais conforto.

O Novo Polo será calçado com pneus “verdes”, de baixa resistência ao rolamento, que colaboram para a redução no consumo de combustível – sem deixar de lado a alta performance dinâmica, em dirigibilidade e frenagens. Serão três medidas disponíveis: 185/65 R15, 195/55 R16 e 205/50 R17.

Direção com assistência elétrica

Todas as versões do Novo Polo serão equipadas com sistema de direção com assistência elétrica. Além do excelente conforto e precisão, uma das principais vantagens da assistência elétrica em relação aos sistemas de assistência hidráulica é só demandar energia quando necessário. Isso representa uma redução no consumo de combustível de até 3% quando comparado com um sistema de direção com assistência hidráulica (convencional).

O controle eletrônico da direção possui vários mapeamentos, permitindo a carga adequada para cada situação (como manobras de estacionamento, média e alta velocidades) e combinando mais conforto e excelente estabilidade direcional.

Freios a disco nas quatro rodas

O Novo Polo terá freios a disco nas quatro rodas como item de série nas versões TSI. Os discos terão 276 mm de diâmetro nas rodas dianteiras e 230 mm de diâmetro nas rodas traseiras.

Freios a disco colaboram para melhor performance e proporcionam maior resistência ao chamado “fading”, a perda de eficiência que ocorre por aquecimento (numa descida de serra, por exemplo).

Todas as versões do Novo Polo serão equipadas com M-ABS, que inclui o sistema de freios antitravamento ABS (um dos mais modernos disponíveis) e outros recursos de segurança, como o EBD (distribuição eletrônica das forças de frenagem), que distribui eletronicamente as forças de frenagem entre os eixos traseiro e dianteiro, garantindo a estabilidade e a segurança.

Também está incluído no M-ABS o TC (Controle de Tração), que tem a função de reduzir o escorregamento das rodas durante a aceleração ou quando o veículo começa a destracionar, em curvas acentuadas, controlando eletronicamente o torque do motor.

Faz parte do “pacote” M-ABS o ESS (Emergency Stop Signal ou Sinal de Frenagem de Emergência), que funciona como um alerta para evitar colisões traseiras. Caso o motorista pressione o pedal de freio de forma acentuada, mantendo uma frenagem mais consistente, o sistema aciona as luzes de frenagem de forma intermitente na frequência de 3Hz.
Controle Eletrônico de Estabilidade

Nas versões TSI, o Novo Polo será equipado de série com ESC – Controle eletrônico de estabilidade. Esse sistema reconhece um estágio inicial de que uma situação de rodagem crítica essa para acontecer. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo a esse comando. Se necessário, o sistema reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas até atingir a condição de estabilidade.

Opcional para as demais motorizações do Novo Polo, o ESC engloba vários outros recursos eletrônicos de assistência:

HHC (Hill Hold Control) ou controle de assistência de partida em rampa – Em aclives acima de 5%, o sistema mantém o veículo freado por até 2 segundos, após o motorista aliviar o pedal do freio. Os freios são liberados progressivamente durante a aceleração, permitindo a partida do veículo com mais conforto e tranquilidade em rampas.

EDS (Elektronische Differenzialsperre ou Bloqueio eletrônico do diferencial) – Em trilhas ou em situação de baixa tração em uma das rodas motrizes, o bloqueio eletrônico do diferencial aciona o freio da roda com menor tração, transferindo o torque para a roda com maior tração, proporcionando assim melhor eficiência à saída do veículo.

Esse sistema de “tração inteligente” funciona de forma automática, sem necessidade de o motorista acionar um botão no painel. Além disso, o sistema atua em curvas e em velocidade de até 80 km/h.

XDS+ (bloqueio eletrônico do diferencial), uma função integrada ao controle eletrônico de estabilidade (ESC) para melhorar o comportamento dinâmico do carro. O XDS+ aumenta a agilidade e diminui a necessidade de movimentação do volante por meio de intervenções seletivas nos freios das rodas internas às curvas nos dois eixos e permitindo uma transferência do torque disponível do motor para as rodas externas.
Além disso, o XDS+ funciona com quaisquer condições de aderência do piso. Isso resulta em uma dirigibilidade mais precisa, com mais tração e agilidade nas curvas.

BSW (Bremsscheibewischer – Limpeza Automática dos Discos de Freio) – inovador sistema que identifica situações de discos de freio molhados, em condições de chuva. O sistema de freios trabalha para aproximar as pastilhas dos discos de freio dianteiros, em frações de segundo e de forma imperceptível para o motorista, com o objetivo de secar os componentes e garantir o menor espaço de frenagem possível.

O ESC inclui o RKA+ (Monitoramento da pressão dos pneus), que colabora para maior segurança. O recurso funciona por meio dos sensores de velocidade de roda do ABS e detecta quando a pressão dos pneus cai porque a velocidade daquela roda é alterada, passando a girar mais rapidamente em relação à velocidade do carro.

O sistema verifica os pneus constantemente. Manter a pressão correta colabora não só para mais conforto e segurança – também ajuda os pneus a durarem mais e reduz o consumo de combustível, gerando menor emissão de CO2.

Entre os recursos proporcionados pela Estratégia Modular MQB está o Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão, que aciona automaticamente os freios do veículo quando ele se envolve em uma batida, para reduzir a energia cinética residual. O acionamento do sistema de frenagem pós-colisão se baseia na detecção da colisão inicial pelos sensores dos airbags.

O sistema aciona os freios até que o veículo atinja a velocidade de 10 km/h. A velocidade residual do carro pode ser usada para conduzi-lo a um local seguro. O motorista pode se intervir a qualquer momento – se os sensores perceberem que o motorista está acelerando, por exemplo, o sistema é desligado. O recurso automático também é desativado se o motorista começar a frear fortemente, a um grau de desaceleração mais elevado.

Motor TSI de 128 cv e 200 Nm – o maior torque da categoria

Com três cilindros e 999 cm³ de cilindrada, o motor TSI que equipará o Novo Polo é da família EA211 – que também se caracteriza pela modularidade.

Total Flex, esse motor é capaz de rodar com gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção. Com etanol, sua potência máxima é de 128 cv, com torque máximo de 200 Nm (20,4 kgfm), com gasolina ou etanol.

‘200 TSI’ – Entenda os benefícios do alto torque

O Novo Polo vai inaugurar uma nova estratégia da Volkswagen – a sigla ‘200 TSI’ (referente a 200 Nm de torque, gerados pelo motor TSI, com tecnologia de turbocompressor e injeção direta de combustível). Essa nova nomenclatura será aplicada na tampa traseira do Novo Polo com motor TSI, reforçando o maior torque do segmento de compactos premium, e em baixas rotações.

O torque é o grande responsável pela sensação de performance, deslocamento, quando o corpo “cola” no banco nas retomadas de velocidade. Isso garante esportividade, prazer ao dirigir e segurança para realizar ultrapassagens seguras e superar subidas íngremes com facilidade. É aquela sensação de que o carro tem força!

O torque pode ser medido em Newton metro (Nm) ou quilogramas força metro (kgfm). Ambas as unidades equivalem à medida da força (1 N) na extremidade de uma alavanca com um metro de comprimento. No caso do motor TSI do Novo Polo, o torque equivale a 200 Nm ou 20,4 kgfm.

O motor TSI fornece o torque máximo de 200 Nm a partir de 1.500 rpm. Isto garante melhor aceleração com menos trocas de marchas e ajuda a economizar combustível.
Nova transmissão de seis marchas – Conforto, desempenho e baixo consumo de combustível

A nova transmissão automática de seis marchas AQ250-6F Tiptronic é projetada para carros com motores transversais e possui engrenagens planetárias, com acoplamento por conversor de torque.

Caracterizado pela suavidade nas arrancadas e trocas rápidas de velocidades, o câmbio AQ250-6F conta com bloqueio do conversor de torque em diversas condições de uso, o que evita o deslizamento interno do componente, reduzindo o consumo de combustível.

A transmissão oferece a opção de trocas manuais sequenciais Tiptronic, operada por meio da alavanca de câmbio ou pelas aletas (paddle shifts) no volante. O motorista também conta com o modo de acionamento esportivo (posição “S”), que altera os momentos das trocas de marchas para rotações mais elevadas, proporcionando aceleração mais rápida, para um comportamento mais dinâmico do veículo.

volkswagen@maxpressmail.com.br