Tempo frio e seco pode desencadear o sangramento nasal

Com o tempo seco é comum as pessoas ficarem mais vulneráveis a desenvolverem problemas respiratórios, como rinites alérgicas, crises de asma, e infecções. Quando isso acontece é comum que a procura médica aumente, com queixas de sangramento no nariz. 

De acordo com a otorrinolaringologista do Hospital Nossa Senhora das Graças  (HNSG), isso acontece porque a mucosa nasal possui uma umidade natural, proveniente do muco que a reveste e a mantém hidratada. “Quando o clima está muito seco, o muco nasal pode não ser suficiente para manter a hidratação. O ressecamento da mucosa nasal provoca rachaduras que levam  ao rompimento de pequenos vasos que se localizam logo abaixo da superfície, causando o sangramento”, diz a médica. 

Para quem sofre com sangramentos nesta época,  uma dica importante é manter o nariz bem hidratado.  “A hidratação  pode ser feita com a utilização de spray nasal de soro fisiológico”, orienta a Dra. Mas outras atitudes também são importantes. “Não manipular com frequência o nariz, tratar os  quadros infecciosos assim como os quadros alérgicos, monitorar cuidadosamente o uso de medicações que podem predispor ao sangramento nasal são as dicas mais eficientes”, esclarece a médica. 

Outro cuidado importante, segundo a médica, é evitar ficar por muito tempo em ambientes com aquecedores sem umidificadores e por períodos prolongados de exposição à temperaturas muito baixas. Por outro lado, a exposição prolongada ao sol também pode causar sangramento no nariz. “O calor excessivo provoca dilatação dos vasos sanguíneos, que associado a fatores como esforço físico, rinites, rinossinusites, entre outros, facilita o sangramento”, afirma a otorrinolaringologista. 

Outras causas que podem provocar o sangramento nasal são – processos inflamatórios, traumas nasal, problemas da coagulação sanguínea, malformações das veias e das artérias, corpo estranho, doenças responsáveis pela coagulação do sangue, tumor ou alterações anatômicas.” A hipertensão arterial, devido ao uso dos medicamentos para controle, também pode ser um dos fatores de risco”, explica Dra. Jemima. 

O que fazer

Diante de um sangramento, algumas atitudes básicas devem fazer com que o sangramento cesse. “A pessoa deve manter-se sentada, com a cabeça levemente inclinada para frente, para evitar que o sangue vá para a garganta e para o estômago. Como a maior parte dos sangramentos nasais são localizados na região anterior do nariz, comprimir essa região da ponta nasal pressionando a ponta do nariz usando o polegar e o indicador (as duas paredes laterais contra o septo nasal) por um período de pelo menos 10 minutos, ajuda no controle do sangramento”, ensina Dra Jemima. 
Nos casos agudos, se as tentativas de parar o sangramento não resolverem o problema no período de 15 minutos, um serviço médico deve ser procurado. “Quando o sangramento nasal se torna um problema recorrente e/ou quando o quadro é muito intenso o médico irá auxiliar no diagnóstico da causa do problema, e agir no controle ou na resolução do problema”, finaliza. 

 

imprensa@hnsg.org.br