Trabalho para o Natal? A hora para se candidatar é agora!

Trabalho temporário para o fim de ano? Mas ainda não está cedo demais para mandar currículo? A resposta é para este questionamento é.. Não!  Este é o momento para ficar de prontidão visando as oportunidades de dezembro. Levar o seu CV em novembro é perder tempo pois, todas as empresas já estarão com seus quadros de funcionários lotados.  Portanto setembro e outubro são os meses ideais para começar a enviar o currículo e procurar as oportunidades de fim de ano.

E dá-lhe vagas para logística, supermercados, produção de carnes em frigoríficos (especialmente de aves), montagem de kits, shoppings, bares, restaurantes e até mesmo hotéis.     

Eliane Catalano, Coordenadora de Seleção da NOSSA Gestão de Pessoas e Serviços, os conhecidos chavões ainda valem – e com força total:

“Estar preparado tecnicamente para ter tudo o que a empresa exige. Se pedir informática, ter um curso bem atualizado. Pelo grande volume de candidatos, o que vai pesar favoravelmente são os diferenciais que este candidato possuir. Tenha atenção com a documentação que é solicitada, como carteira de habilitação adequada para a área de logística que sempre procura motoristas de caminhão e operadores de empilhadeira.”

Disposição sempre
No período de final de ano as empresas sempre buscam mão de obra com total disponibilidade de horário, inclusive para fazer horas extras e trabalhar sábado e domingo por ser uma demanda sazonal. Isso ocorre pois as empresas precisam entregar seus produtos e realizar seus serviços em uma data exata, não há um prazo maior:

“É muito comum empresas pedirem para estes colaboradores ficarem mais tempo no trabalho. Geralmente a escala é essa principalmente, em shoppings.  Se for para aceitar este tipo de trabalho em época de Natal é preciso que o candidato tenha disponibilidade total. Vai precisar trabalhar sábado, domingo e feriado.” lembra Eliane.   

O temporário pode render um emprego efetivo?
Neste momento, o trabalhador precisa ter ciência de que é um trabalho temporário de três meses em média (dependendo do segmento) para atender apenas àquela demanda, mas podem surgir novas oportunidades mais adiante.

Jackeline Johnson de Oliveira, Coordenadora Administrativo Financeiro da NOSSA, explica que se vier uma nova chance será no fruto do bom trabalho, pois as empresa sempre dão estas oportunidades.  Mesmo sabendo que é um trabalho determinado e que o trabalhador será desligado após o contrato,  o bom serviço pode ser uma porta aberta:

“As empresas lembram de quem trabalhou bem no final do ano e, se abrir uma nova vaga no decorrer do ano, esta pessoa pode ter uma boa oportunidade.”

As empresas esperam este comportamento do temporário na análise de  Pedro Gonçalves , coordenador de recursos humanos da Nossa: Entrar querendo mostrar serviço para ser efetivo: “A última coisa que estas empresas querem é um trabalhador com o pensamento de que se é um trabalho temporário, não vale a pena se esforçar.  Precisamos recordar que os recrutadores assim como todo o quadro de recursos humanos destas empresas estão de olho em tudo. É mais fácil lembrar de quem fez um bom trabalho.” finaliza Pedro.

Foto: Voltamax/Pixabay

Sobre a Nossa
Criada em Curitiba no ano de 1993, a NOSSA se dedica em buscar soluções para contratação de pessoas para contratações efetivas, trabalhos temporários e terceirização de pessoal. Os profissionais são especializados em definir as melhores estratégias, de acordo com as necessidades da empresa-cliente. O leque de serviços abrange todo o processo de recrutamento, seleção, orientação e contratação de profissionais para trabalhos permanentes e temporários. Além disso, desenvolve projetos especiais. A NOSSA cuida do recrutamento, de todo o processo legal das contratações e também do gerenciamento das equipes.

Sobre a KAKOI Comunicação
A KAKOI Comunicação é uma empresa cujo objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado. A kakoi conta com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.


Fonte: KAKOI Comunicação