Escola de Curitiba abre portas para praticar o novo momento da educação

Muito se fala sobre futuro e inovação, mas ainda são raras as instituições brasileiras que colocam em prática as metodologias ativas de ensino que revolucionaram a forma de aprender e ensinar em países como a Finlândia e a Itália – que elevam a discussão do ensino no mundo desde a Educação Infantil. Isso porque as mudanças impactam, radicalmente, a estrutura e a figura do docente que passa a ter o papel de mediador em sala de aula e, o aluno, que deixa de aguardar o conteúdo passivamente e assume o papel de protagonista do seu aprendizado. “Há mais de cinco anos trabalhamos dentro dessa nova realidade. Enfrentamos todos os obstáculos imagináveis nessa trajetória e nos orgulhamos desse pioneirismo. O foco do nosso trabalho está na aprendizagem e não no ensino”, garante Gisele Mantovani Pinheiro, diretora do Colégio Amplação”, porta-voz da educação disruptiva no Paraná.

Segundo a educadora, que há mais de uma década pesquisa, estuda e pratica a transformação da proposta educacional para o século XXI, o termo inovação ainda é, infelizmente, mais utilizado como ´isca´ para atrair novos alunos para as escolas, do que propriamente uma realidade pedagógica. “Proclamamos a era da inovação, mas a sociedade ainda é refém da sedução das grandes campanhas de marketing, assim como da tradição de grupos educacionais”, alerta.

“Ressalto que essa iniciativa de abrir as portas de nossa instituição para compartilhar nossas práticas com o mercado tem a ver com um propósito maior. Quero que as demais instituições se conscientizem da necessidade de colocarem em prática essa mudança na educação. Friso, ainda, que o acesso às práticas inovadoras na educação não é um privilégio ligado à grandes redes, às mensalidades exorbitantes ou ao poder de compra de tecnologia, por exemplo. Algumas instituições de pequeno porte e escolas públicas também estão conectadas ao movimento. O que nos move é o desejo de mudança”, completa a diretora.

Atenta aos novos rumos da educação, e com uma agenda cheia que se divide entre o dia a dia de sua escola, a capacitação de seu corpo técnico, viagens para participação ativa em Congressos – com realização de palestras – e a recepção de líderes do setor em sua instituição de ensino, Gisele Mantovani Pinheiro organizou o 1º Encontro Paranaense de Educação do século XXI – ação que irá reunir, no Colégio Amplação, professores de escolas e universidades públicas e privadas que pretendem introduzir novos princípios e metodologias em suas práticas em sala de aula.

“Tudo nessa escola foi pensado para praticarmos a educação inovadora. A arquitetura da sede diz muito sobre nossos planos para o futuro das crianças. No entanto, mais do que a estética, precisamos saber fazer um bom uso desse espaço, precisamos ter professores sintonizados a esse novo momento que promove o diálogo e empodera o aluno”, admite.

Sala 360 graus, Colégio Amplação

O evento emerge com o objetivo de debater as necessidades de mudanças urgentes na educação e compartilhar as práticas inovadoras implantadas pelo Colégio Amplação – baseadas em referências internacionais de vanguarda. “Vamos mostrar nossa experiência e não somente discursar sobre possibilidades. Há um ano estamos vivendo essa nova realidade, com mais intensidade, em nossa nova sede no Neoville e, com frequência sou solicitada a dividir nosso cotidiano com outros líderes do setor, que nos procuram para entender como lidamos com essas novidades no dia a dia”, justifica Gisele.

Colégio Amplação, crédito Miguel Verzignassi

Workshops

Certa de que o futuro da educação depende do engajamento do professor, o 1º Encontro Paranaense de Educação para o Século XXI promoverá uma série de workshops, abertos ao público acadêmico – mediante inscrição, que promete impulsionar o trabalho dos educadores. “A verdade é que o mercado não tem muitos profissionais preparados para enfrentar a nova demanda da educação, mas estamos investindo nossas fichas em nosso corpo técnico que tem realizado um belo trabalho. Nesse dia vamos dividir referências, sugerir novos modelos de planejamento de aulas, estimular a parceria entre professores e alunos e, sobretudo, vamos fazer a transformação realmente acontecer. Somos a favor da reinvenção da educação, dentro e fora da nossa escola”, explica a diretora.

Durante os workshops, os professores terão acesso às experiências do Colégio Amplação com o Ensino Híbrido, resumido pelas mescla dos ensinos offline e online e irão conhecer as Salas 360º – que permitem aos alunos aprender o conteúdo proposto com diferentes recursos. “Também vamos dividir nossos resultados sobre a técnica de Sala Invertida – onde os alunos têm acesso ao conteúdo que será discutido em sala de aula antecipadamente, assim como relataremos o sucesso do Peer Instruction, onde os estudantes trabalham em pares, de forma a trocar com os colegas os conhecimentos assimilados, ou em grupos – em cima de projetos (PBL – Project Based Learning / Aprendizagem Baseada em Projetos) – visando o desenvolvimento de competências como a liderança”, antecipa Gisele.

Referência no Paraná

Na sequência do 1º Encontro Paranaense de Educação para o Século XXI, Gisele Mantovani Pinheiro, participará como convidada pelo Embaixador da Finlândia, para liderar o tema “Experiências inovadoras e seus desafios para a educação do século XXI, durante o Seminário Internacional Paraná-Finlândia sobre Educação do Século XXI, organizado pela Fundação de Estudos Sociais do Paraná (FESP). “Me sinto honrada por compartilhar nossas experiências e palestrar sobre esse tópico relevante e desafiador, fundamental para fortalecer a educação no Brasil, conclui Gisele.

Sobre o Grupo Educacional Amplação

Pioneiro no movimento pela educação inovadora no Paraná, o Grupo Educacional Amplação, com sede no Neoville, destaca estrutura e proposta pedagógica baseados em estudos nos países de vanguarda, referência em educação no mundo. Por meio do uso das metodologias ativas, a instituição forma os novos protagonistas do século XXI desde a Educação Infantil ao Ensino Médio.

Serviço:

1º Encontro Paranaense de Educação Inovadora do Século XXI

Organizador: Colégio Amplação

Data: 23 de setembro, sábado;

Endereço: Rua Brazílio de Araújo, 799 – Neoville.

Para mais informações e inscrições: www.colegioamplacao.com.br e 41. 3057-0207

Programação:

7h30 às 8h – Welcome/ Credenciamento

8h20 às 10h – Workshops

Sala 1: Peer Instruction e App Plickers – Prof. José Motta

Sala 2: Gamificação – Prof. Ronaldo Madeira

Sala 3: O uso do Storytelling na Educação – Prof. Renato Buiatti

Sala 4: JIGSAW ClassRoom – Marlon Brunetta

Sala 5: Formulários Google for Education – Carlos Mainardes

Sala 6: Game Project Based Learning | GPBL – Rafael Baptistella

(10h – Intervalo)

10h20 às 12h – Workshops

Sala 1: Peer Instruction e App Plickers – Prof. José Motta

Sala 2: Gamificação – Prof. Ronaldo Madeira

Sala 3: O uso do Storytelling na Educação – Prof. Renato Buiatti

Sala 4: JIGSAW ClassRoom – Marlon Brunetta

Sala 5: Formulários Google for Education – Carlos Mainardes

Sala 6: Game Project Based Learning | GPBL – Rafael Baptistella