Especialista em nobreak fala sobre o papel fundamental na comercialização dos equipamentos

Proporcionar um diferencial na hora de oferecer um serviço pode ser fundamental para fechar o negócio. Isso não é diferente quando se trata da comercialização e instalação de equipamentos eletrônicos como nobreaks.

De acordo com o consultor técnico da empresa Nobreak Cia, Edno Barbosa, no ramo da tecnologia, um dos principais diferenciais a ser oferecido é a consultoria e a certeza de estar oferecendo o produto ideal para cada cliente.  Segundo ele, para que isso ocorra, há a necessidade das revendas e representantes se especializarem para conhecer cada vez melhor seus produtos. Para Edno é preciso saber quando, como e onde deverão aplicá-los em cada caso.

“É fundamental saber o tipo de tecnologia de cada produto, ao que ela se destina, ao que ela não atende, em que ambiente ela não funcionará, em que tipo de carga não atenderá. Que produto utilizar na medida certa do custo x benefício. Essa é a principal atribuição dos representantes ou revendedores”, comenta.

Para o especialista, quando se trata especificamente do comércio de nobreaks, a necessidade dos clientes é, basicamente, adquirir um equipamento que seja capaz de impedir a paralisação de atividades por falta de energia, sejam elas em escritórios, indústrias ou até mesmo residências. Entretanto, a preocupação com o que o consumidor final precisa deve ir além, o que pode ser uma das principais estratégias para fidelização de um cliente. “Mais do que prestar consultoria, o especialista em nobreak deve se interessar, de fato, pela solução do problema, com o objetivo de oferecer a melhor solução a cada usuário”, acrescenta Edno.

Segundo o diretor de marketing e comercial da NHS, Ronaldo Paiva, indústria especializada na fabricação de nobreaks no Brasil, para se chegar a este patamar de confiança entre cliente final e revendedores/instaladores, é preciso estar treinado e manter um relacionamento cada vez mais próximo com os fabricantes.

“Ao capacitar os nossos representantes e revendedores sobre nossos produtos e as novidades deste mercado, quem ganha é o consumidor final, que sempre terá a certeza que vai adquirir produtos adequados as suas necessidades”, finaliza o executivo.