O que os seus cabelos dizem sobre sua saúde

Todos os dias ao acordar ou ao pentear os cabelos, é visível que alguns acabem caindo. Mas isso não é motivo para se desesperar, conforme explica a dermatologista do Hospital Nossa Senhora das Graças, Dra Clarice Uchida. “Todos os dias nós perdemos entre 80 e 100 fios, isso ocorre porque a produção dos fios de cabelo segue um ciclo de crescimento. Esse ciclo é dividido em três fases: a fase de crescimento ativo, anágena, a fase de repouso, telógena, e a fase de queda, catágena”, comenta a médica.

Segundo a dermatologista, a queda de cabelo é mais preocupante quando acompanhada de outros sintomas, como coceira, lesões no couro cabeludo, ou quando aparecem algumas falhas somente em algumas regiões da cabeça – nesses casos o melhor é buscar a avaliação de um médico dermatologista. “Entre os problemas de saúde revelados pela queda dos fios, os principais são anemia, doenças da tireoide, diabetes,deficiências de algumas vitaminas e de ferro”, explica a dra.

A calvície é a causa mais frequente de queda de cabelo, e atinge até 50% dos homens e 40% das mulheres em torno dos 50 anos de vida. É causada por fator genético, além da participação de hormônios andrógenos. “Hoje há vários tratamentos para a calvície. Existem tônicos com medicamentos que conseguem manter os fios anágenos, que são fios que estão na fase de crescimento, remédios, injeção de medicamentos na pele do couro cabeludo, e o transplante de cabelo”, destaca a médica.

Para auxiliar no crescimento dos cabelos, a dermatologista destaca a importância das vitaminas. Segundo Dra. Clarice, as vitaminas que mais ajudam no crescimento saudável do cabelo são a biotina, presente em alimentos como ovos, fígado e salmão, e o zinco, presente em alimentos como leite, castanha do pará, amendoim. “O ferro é outro nutriente muito importante para o crescimento do cabelo, e está presente principalmente na carne vermelha”, recomenda.

Para ter cabelos saudáveis

A dermatologista do HNSG dá algumas dicas para manter os cabelos sempre saudáveis:

  • O cabelo pode ser lavado todos os dias. Lave o cabelo com frequência, pelo menos dia sim e outro não. Cabelos lavados com pouca frequência acumulam sujeira, oleosidade e resquícios de poluição. Isso entope os folículos capilares e dificulta a nutrição dos cabelos, impedindo que cresçam adequadamente.

– Deve-se cuidar com a temperatura da água. A água quente pode levar ao aumento da oleosidade do cabelo, causando o surgimento de caspa.

  • Cabelos molhados ficam mais frágeis, portanto evite pentes, escovas e fricção intensa com toalhas nessa situação.

  • Ao pentear os cabelos comece rente ao couro cabeludo e deslize até as pontas dos cabelos, para que o óleo da base da cabeça seja distribuído homogeneamente ao longo do fio.

  • Prefira pentes e escovas macias.

  • Evite os penteados que tracionem intensamente os cabelos, como “rabo de cavalo” e tranças. Se possível, alterne com os cabelos soltos, pois esses penteados podem provocar quedas.

  • A tintura não intensifica a queda de cabelo, mas descolorir o cabelo pode ajudar na “quebra do cabelo”.

  • Fique longe de produtos à base de formol, que são os mais prejudiciais ao cabelo.

  • Evite usar chapinhas. A temperatura alta também danifica o cabelo.

imprensa@hnsg.org.br