Stibo Systems aponta cinco fatores importantes sobre o futuro do Gerenciamento de Informações de Produtos

A Stibo Systems, líder global na oferta de soluções de Gestão de Dados Mestres (MDM – Master Data Management) Multidomínio, indica cinco importantes fatores que influenciam no futuro do Gerenciamento de Informações de Produtos (PIM, na sigla em inglês). Devido à complexidade em design, vendas e monitoramento de produtos, ofertas e serviços, o trabalho dos gestores desse segmento tem sido cada vez mais desafiador. As empresas que desejam fornecer suporte a serviços e produtos digitais disruptivos precisam evoluir significativamente os processos de gerenciamento de informações de produto.

“Como consequência das expectativas cada vez maiores e em constante mudança dos consumidores, produtos básicos podem agora ser combinados em soluções e parceiros de negócios são capazes de colaborar para melhorarem as propostas de valor dessas soluções. Os serviços digitais podem complementar os produtos para permitir maior flexibilidade e melhor customização, transformando os tradicionais modelos de negócios em um modelo Product as a Service (em português, Produto como Serviço)”, comenta Ricardo Fornari, Country Manager da Stibo Systems no Brasil.

Para impulsionar a adoção e lucratividade dos modelos tradicionais de produção em massa, as empresas estão se voltando a uma segmentação de mercado mais específica e a mais canais de venda. Porém, tornar uma organização mais centrada em seu cliente requer esforços, além da gestão de dados do consumidor. Uma oferta focada no cliente precisa ser configurada para atender às características das demandas dos consumidores, às experiências e aos ambientes do usuário. O desafio, nesse sentido, é como definir essa configuração e gerenciar esses dados de forma coerente e consistente para todos os canais. “Conforme nos movemos de uma linha centrada no consumidor para uma centrada em soluções e resultados, podemos nos deparar com muito mais fontes de informação que influenciam a escolha do consumidor”, ressalta Fornari.

As cinco principais tendências destacadas pela Stibo Systems que precisam ser consideradas de uma perspectiva de Gerenciamento de Informações de Produtos no desenvolvimento de produtos e serviços digitais disruptivos são:

  1. Personalização de produtos

Times de vendas precisarão de melhores ferramentas para ajudar consumidores com o processo de escolha. Um produto com software adicional e com serviços acima e além da configuração básica pode ser extremamente difícil de administrar. Hoje, os serviços são muito mais fatores de diferenciação. Gestores de informações de produtos precisarão de habilidades e ferramentas para definir e distribuir esses serviços, bem como estratégias para administrar complexas combinações de produtos e serviços.

  1. Produtos Guiados

Produtos instrumentados serão ampliados com serviços que monitoram e melhoram a performance das mercadorias. “Serviços digitais, e em particular a tecnologia IoT (Internet das Coisas), têm um papel crescente em como nós projetamos e desenvolvemos produtos e serviços centrados em soluções”, afirma Fornari.

No modelo de negócio de produto e serviço, o suporte tem uma alta proposta de valor. Consequentemente, fabricantes precisarão criar mais capacidades de gestão remota, não apenas para a administração do produto, mas também para melhor entender o consumidor e como ele usa o produto.

  1. Colaboração de parceiros

Uma das formas mais bem-sucedidas de aumentar a participação de mercado é incorporar ou agregar um produto ou serviço complementar a uma oferta. O valor percebido do todo precisa ser maior do que a soma de suas partes.

A colaboração deve ser realizada na oferta ou nos estágios de design do produto e as informações dos serviços complementares do parceiro precisam estar alinhadas durante o ciclo de vida do PIM. Isso requer um entendimento mais detalhado do relacionamento com o parceiro, especialmente se seus produtos ou serviços são altamente configuráveis e projetados para somente interagir de formas específicas com o produto do fabricante.

  1. Máquinas são clientes

Máquinas já estão implementando e auxiliando as escolhas feitas sobre produtos e serviços. Com o tempo, elas estão se envolvendo em processos de seleção cada vez mais complexos, e vão influenciar de muitas formas em nosso cotidiano.

Conforme as máquinas influenciam de modo crescente a escolha de produtos, o PIM se torna mais complexo, com mais variedade, maiores volumes e mais pessoas e processos para organizar. Tudo isso vai conduzir a demanda por gestão contextual de informação.

  1. Tecnologia persuasiva

Tecnologia persuasiva é aquela que influencia uma mudança no comportamento ou atitude do consumidor. “Por exemplo, se você está vendendo uma bolsa, é provavelmente mais convincente mostrar uma imagem com os itens que podem ser transportados dentro dela”, diz o Country Manager da Stibo Systems no Brasil.

Conforme os produtos tornam-se mais instrumentados e mais serviços digitais são criados, maior será o nível de governança ou autoridade para definir a usabilidade da tecnologia persuasiva. “No futuro, os gestores de PIM terão que gerenciar conteúdo persuasivo e ferramentas associadas como parte do processo de design do Gerenciamento de Informações de Produtos”, finaliza Fornari.