Uma revolução no café com pão

A união de cafés especiais com a panificação natural é um conceito inédito em Curitiba e promete conquistar o mercado não só paranaense

Com mais de 15 anos no mercado brasileiro o Lucca Café traz agora para o mercado curitibano um conceito inédito com a união dos cafés especiais, de torrefação artesanal, e a panificação natural, produzidos por Eduardo Freire Feliz, em um ambiente totalmente inovador, humanizando a experiência gastronômica dos clientes, desde a primeira gota até a última mordida.

Seguindo uma tendência de mercado, que procura a história por trás de cada alimento, o Lucca Cafés especiais, oferece agora uma curadoria de cafés e pães, com matérias primas selecionadas a dedo, de forma muito criteriosa, por Eduardo Freire Feliz e Geórgia Franco para maior fidelidade ao conceito do café com pão, no melhor estilo purista.

O conceito da produção de pães com fermentação natural, também chamado “sourdough” é muito semelhante ao dos cafés especiais. Ambos necessitam de um artesão, que lança mão de grãos de origem, que se enquadram em altos standards de qualidade, e aplicam técnicas artesanais elaboradas para oferecer os melhores resultados diretamente aos seus clientes .

Eduardo Freire Feliz é a terceira geração no negócio de trigo da família. Os avós tinham moinho de trigo desde o pós-guerra. O pai, Eduardo Feliz, continuou no setor fornecendo insumos e aditivos para a indústria de panificação. Foi neste ambiente que ele descobriu o nicho dos pães feitos com fermento natural. Foi estudar panificação nos Estados Unidos, na California Baking Institut, do icônico Michel Suas, apóstolo da panificação à la anciènne (feita apenas com fermento natural em longa fermentação). Ao retornar para o Brasil teve uma experiência na Padoca do Maní, em São Paulo e o resultado de toda essa preparação são pães de sabor, crocância e aromas incomparáveis, alguns levando até 48 horas no processo de fermentação.

As coffee hunters Georgia e Camilla perseguem anualmente os melhores grãos arábica maduros em micro-regiões que vão do norte do Paraná ao sul do Espírito Santo. Assim, de botas de couro, olhos e narizes implacáveis delimitam terroires sob olhares dos agricultores, que as temem e veneram, como Robert Parker faz com os vitivinicultores.

Torrados no local diariamente estão à disposição para beber ou para levar para casa, em grãos ou moídos na hora. A primeira surpresa já vem logo que a bebida sai do coador, com uma coloração clara. “O café preto que aprendemos a beber é torrado ao extremo, queimado, para ser exata”, explica Georgia. A bebida é clara mas o sabor é intenso, como no vinho de qualidade que com o tempo deposita seus sólidos no fundo da garrafa revelando toda sua complexidade num vermelho translucido.

Cardápio surpresa

O número 40, da Presidente Taunay, guarda mais uma surpresa para os comensais ávidos por novidades. Eduardo Freire Feliz é sobrinho e afilhado do chef Celso Freire, e primo da chef Gabriela Freire, filha de Celso, jovem que segue os passos do pai e que transforma ingredientes em poesia. E essa parceria familiar originou um cardápio de tartines, bruschetas, sanduíches e cafés da manhã cheios de sabor, detalhes e com uma identidade irrepreensível elaborada por mãos que conhecem o verdadeiro significado da palavra sabor.

O Café com Pão ganha outra dimensão, um alimento e uma bebida que são íntimos da rotina de todos os brasileiros desde o berço a guardam mistérios que merecem ser conhecidos e reconhecidos. Vamos quebrar alguns paradigmas?