12 de outubro é Dia Mundial da Visão

O acompanhamento médico regular poderia ter evitado cerca de 80% dos casos de cegueira

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, existem 1,2 milhões de cegos no Brasil. Mas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que cerca de 60% a 80% desses casos poderiam ter sido evitados ou tratados. Isso significa que, somente no Brasil, quase 700 mil brasileiros cegos poderiam estar enxergando se tivessem recebido tratamento adequado e precoce.

Para ajudar a conscientizar a população da importância dos cuidados com a saúde ocular, acontece o Dia Mundial da Visão, em 12 de outubro. “Fazer um acompanhamento oftalmológico periódico é fundamental para detectar doenças que causam cegueira, pois há tratamento quando diagnosticadas no início. Como muitas delas não têm sintomas, como o glaucoma, se a pessoa não fizer exames regulares, pode perder a visão progressivamente sem perceber”, alerta Ana Paula Canto, oftalmologista da Clínica Canto.

Muitos acreditam que a consulta oftalmológica só deve ser realizada se a pessoa perceber a necessidade de usar óculos ou quando tiver alguma alergia ou infecção, no entanto, isso é um erro grave e que pode causar sequelas. “As consultas regulares não são apenas para verificar se existem dificuldades de visão. Também são realizados outros exames específicos fundamentais para descobrir doenças como retinopatia diabética, catarata, glaucoma, ceratocone, entre outras, que nem sempre são percebidas pelo paciente”, salienta Geraldo Canto, oftalmologista da Clínica Canto. Ele também observa que as pessoas que chegam à terceira idade devem atentar para o aparecimento da catarata, comum nessa idade e que pode ser operada logo no início. “Muitos acreditam que catarata deve ficar mais ‘madura’ para operar. Mas, a medicina e as técnicas de cirurgias estão cada vez mais modernas e rápidas, o que faz com que não exista um tempo ou idade ideal para o tratamento da doença. O importante é diagnosticar e tratar antes de ocorrer a perda da visão.”

Consultas devem começar na infância
Não é só quando a pessoa atinge a idade adulta que deve ir ao oftalmologista. Os cuidados devem começar logo após o nascimento, ainda na maternidade. “Antes de o bebê ter alta do hospital com a mãe, é importante realizar o teste do olhinho, que já verifica se há alguma doença ou dificuldade visual. Depois, as avaliações devem ser semestrais até os dois anos e idade. Após esse período, devem ser realizadas consultas anuais ou a cada dois anos”, orienta Marco Canto, oftalmologista e diretor da Clínica Canto.

O desenvolvimento da visão da criança ocorre até os sete anos de idade. Mas, caso exista algum problema que não seja corrigido com óculos, a visão pode não se desenvolver 100%, ocasionando a ambliopia, conhecida popularmente como olho preguiçoso. “É preciso ter muita atenção, pois, algumas vezes, apenas um dos olhos pode ter um grau mais elevado e o outro enxergar bem, e isso pode passar despercebido pelos pais. Então, somente quando a criança ficar adulta poderá descobrir essa dificuldade e, muitas vezes, não haverá mais tratamento”, alerta Ana Paula Canto.

Saúde ocular
O acompanhamento oftalmológico regular é fundamental para evitar doenças e dificuldades de visão, mas algumas atitudes diárias também são importantes para evitar infecções, alergias ou perfurações que podem danificar a visão. Confira as dicas dos oftalmologistas da Clínica Canto:

– Faça uma consulta anual com o seu oftalmologista;
– Nunca coce os seus olhos, pois isso pode provocar lesões na córnea;
– Colírios só devem ser usados com orientação médica, pois alguns deles podem ter efeitos colaterais graves se usados sem acompanhamento médico;
– Não use óculos de sol sem proteção adequada. Uma lente falsa pode aumentar a exposição dos olhos ao sol e causar doenças e tumores oculares;
– Não compartilhe maquiagens, pois elas podem transmitir desde conjuntivites até herpes. Também não use produtos com prazo de validade vencido, pois podem causar alergias e infecções;
– Faça a higienização adequada das suas lentes de contato. Não use água ou soro fisiológico, pois eles podem estar contaminados e acabar provocando infecções oculares graves;
– Descanse os seus olhos. Se você utiliza muito o computador, faça uma pausa de 20 segundos a cada 30 minutos e olhe para o horizonte ou algum ponto o mais longe possível;
– Evite mergulhar em rios, piscinas ou mar que pareçam ter água contaminada;
– Deixe os ambientes ventilados e as roupas e cobertores limpos para evitar alergias e conjuntivites;
– Se a sua profissão exige óculos de proteção, nunca deixe de usar! Ele é fundamental para evitar lesões graves.

 

Sobre a Clínica Canto
Com mais de 30 anos, a Clínica Canto, de Curitiba, oferece serviços de oftalmologia com médicos especializados, priorizando a qualidade diagnóstica e terapêutica para seus pacientes. Com duas unidades em Curitiba, no Centro e no Seminário, oferece moderna e completa infraestrutura para exames simples ou de alta complexidade e cirurgias oftalmológicas. Mais informações no site www.clinicacanto.com.br.