Moradia: qualidade de vida deixa RMC cada vez mais atrativa

Segundo imobiliária Cibraco 80% das pessoas que têm buscado pelos condomínios horizontais são provenientes de Curitiba

A busca por espaço, qualidade de vida e o contato com a natureza tem levado cada vez mais pessoas a deixar a agitação dos bairros tradicionais de Curitiba, porém mantendo-se em um raio de 25 quilômetros. Segundo dados do Ipardes, a população projetada para 2020 na Região Metropolitana de Curitiba deve crescer cerca de 3% e chegar aos 3,998 milhões de pessoas.

Segundo Sidney Axelrud, presidente da Imobiliária Cibraco, que atua há anos com alguns condomínios fechados e horizontais na RMC explica que essa movimentação tem se tornado mais perceptível nos últimos dois anos. “Um exemplo disso é o que está ocorrendo com o residencial Betaville, localizado em Piraquara, que tem sido procurado por casais com filhos pequenos e também daqueles que procuram um local para aproveitar a aposentadoria”, explica. “Mais da metade das pessoas que compraram um terreno nesse residencial são provenientes de Curitiba e 80% da procura que temos pelo empreendimento também”, frisa.

Pela tranquilidade

Luciano Lunardello se encaixa exatamente neste perfil. Deixou a casa no bairro Santa Felicidade para viver no condomínio em Piraquara. “Estávamos buscando realmente mais espaço, qualidade de vida e o contato com a natureza”, conta. Lunardello, que continua trabalhando no centro de Curitiba, explica que com relação a transporte, a única mudança que instituiu em seu dia a dia é o de evitar sair nos horários de pico.

A professora Marinês da Silva, que atua no sistema público de Piraquara, está deixando o apartamento localizado no bairro Água Verde em busca da tranquilidade e proximidade à natureza existente na RMC. “Além do condomínio ter uma vista maravilhosa da Serra do Mar, ainda tem a questão de preços da RMC que são mais atrativos do que os de Curitiba”, explica. A educadora conta ainda que fez um consórcio para realizar a construção da residência e que, por enquanto, continua morando em Curitiba.

Condomínios horizontais

A oferta dos terrenos em condomínios fechados, em Curitiba, segundo dados do Secovi-PR, está na casa das 1240 unidades e na comparação entre setembro de 2017 com o mesmo período do ano anterior apresenta um crescimento da ordem de 66%.

Segundo Axelrud, algumas das vantagens do condomínios horizontais encontrados nos municípios da RMC em relação aos localizados em Curitiba basicamente são: o preço que é mais atrativo, o tamanho de cada unidade e, principalmente, a possibilidade de contato com a natureza. “No Betaville, por exemplo, além de estar localizado próximo à Serra do Mar, o que nos garante essa vista no horizonte, o condomínio tem um grande lago e um bosque, no qual há mais de 300 Araucárias preservadas, o que acaba por atrair um grande número de pássaros”, explica.