Novo tratamento para feridas profundas traz esperança para pacientes portadores de pé diabético

O ”pé diabético”, caracterizado por uma ferida que não cicatriza e tem tendência a infeccionar e tornar-se uma úlcera, é uma das complicações mais comuns decorrentes do Diabetes.  Porém, existe um tratamento novo com matrizes dérmicas que estimula a cicatrização da pele e promove uma regeneração de qualidade, reduzindo o número de amputações dos membros inferiores.

Segundo dados da Sociedade Internacional de Pé Diabético, existem 173 milhões de pessoas com diabetes no mundo. Dessas, aproximadamente metade sofrerá algum tipo de amputação decorrente da doença e 50% dos pacientes desse grupo terá reincidência, amputando outros membros. No Brasil, os números também são preocupantes: segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 16 milhões de pessoas sofrem com a doença e 70% das amputações que ocorrem são evolução do pé diabético. Percentual que representa 55 mil amputações ao ano, 85% das quais decorrentes de feridas nos membros inferiores.

Maria da Guia De Luna, 60 anos, descobriu o diabetes tipo dois há 10 anos. Desde então, opta por uma alimentação mais equilibrada e cuida melhor da saúde. Além dos ajustes na dieta, Maria começou a praticar também atividades físicas, mas em agosto do ano passado feriu o pé em uma prateleira quebrada em casa e o machucado transformou a sua rotina. “Vinte dias depois do acidente eu estava internada, sem previsão de alta e com a indicação de amputação do pé pela profundidade da ferida formada”, relata. Mas o cenário mudou quando o cirurgião plástico Marcelo Borges assumiu seu tratamento: dois meses após a cirurgia ela deixou a cadeira de rodas e voltou a andar.

Dr. Marcelo, que também é sócio fundador e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Queimaduras, explica que a paciente fez o tratamento com matriz dérmica, mas antes de iniciar precisou fazer uma desobstrução das artérias. Maria da Guia foi tratada com a Matriz Dérmica Integra® laminar. O material existe também na versão fluida (Flowable®), aplicado por meio de uma seringa com injetor flexível, permitindo uma cobertura completa em feridas profundas e cavitárias de forma minimamente invasiva.

As Matrizes promovem a regeneração da pele mais rapidamente que os enxertos, principalmente para quem têm diabetes e a dificuldade de cicatrização.

“Eu achei que nunca mais andaria na minha vida”, conta a paciente, enquanto médico relembra: “Corri para trazer este material para o nordeste porque sabia dos benefícios que teríamos nos casos de feridas profundas como a da Maria da Guia”.

Antes dessa possibilidade de tratamento, as opções disponíveis para casos de pés diabéticos eram paliativas e utilizadas de acordo com cada situação. Em situações mais brandas é possível utilizar bandagens, antibióticos, curativos de pressão negativa, entre outros. Porém, em casos avançados, é mais difícil reverter o quadro. Mesmo com todos os cuidados, a ferida pode demorar meses ou até anos para fechar, o que pode trazer uma série de complicações como maior suscetibilidade a infecções, de acordo com o médico.

“Não há nada como as Matrizes no mercado. Com a aplicação delas é possível reduzir consideravelmente o tempo de cicatrização de feridas profundas e proporcionar mais qualidade de vida ao paciente”, conclui Dr. Marcelo Borges.

Vale ressaltar que o tratamento não tem contraindicação em pacientes com infecção controlada e pode ser utilizado por pessoas de qualquer idade.

Sobre Integra®

Integra é uma linha de  matrizes de regeneração dérmica, que permitem que a pele se recupere por meio de células do próprio organismo. A Matriz Dérmica de dupla Camada, feita de silicone, substitui a epiderme, controla a perda de umidade da ferida e promove a cicatrização.

Sobre Integra® Flowable Wound Matrix

Desenvolvida pela Integra LifeSciences, empresa líder mundial em tecnologia médica, a  Flowable é uma matrizfluída de tecnologia avançada para o tratamento de diversos tipos de feridas profundas e úlceras. É composta por colágeno granulado de tendão bovino desidratado,formando uma consistência semelhante a um gel para aplicação em feridas de difícil acesso ou profundas, proporcionando um ambiente propício para proliferação de novas células e crescimento de capilares.

Sobre Promedon:

A Promedon é uma companhia internacional líder em pesquisa, desenvolvimento, produção e distribuição de tecnologia médica inovadora, com presença em mais de 60 países em todo o mundo. Desde 1985 contribui para o progresso da Medicina, mediante a pesquisa, fabricação e comercialização de produtos para urologia, uroginecologia e coloproctologia, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

(saude3@ketchum.com.br)