Autor curitibano inova na literatura de mistério

O autor independente Breno H. M. Soares é o mais novo nome da literatura de suspense e terror em Curitiba. Com uma mescla de influências de grandes nomes como Stephen King (“Carrie, a Estranha” e “It, a coisa”) e Carlos Ruiz Záfon (“A Sombra do Vento”), Soares traz uma narrativa leve e rápida com o título “Aqueles Olhos Verdes” para contar a história de um garoto atormentado pela culpa.

A culpa é personificada por Minas, um garoto loiro que flutua no ar e que está ali para tentar matar Henrique, que sofreu um acidente grave de carro e perdeu praticamente toda a sua memória. Henrique não se lembra o porquê de estar ali, quem é ou quem são as pessoas que o visitam no quarto de hospital, e muito menos irá saber os segredos do seu passado que o atormentam em forma do tal Deus da Culpa. A única coisa que sabe é que tem muito medo de descobrir o motivo dessa assombração.

O diferencial do enredo é o estilo como o autor traz o vilão da história como algo que caminha ao lado do protagonista desde o início, sem se esconder nas trevas. A narrativa leve e direta transporta o leitor para dentro da história e faz com que ele mergulhe de cabeça no universo criado pelo autor.

Soares é estudante de Jornalismo da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. “Aqueles Olhos Verdes” é sua segunda publicação, disponível para a venda desde dezembro de 2016.  hermes.comunicacaoassessoria@gmail.com