Cannabis Medicinal: Uruguai recebe Expo Cannabis

A plataforma de informação e articulação sobre cannabis medicinal, terapêutica e industrial, que amplia o conhecimento sobre as diferentes maneiras de uso da planta e colabora com o desenvolvimento de um setor industrial dinâmico e sério, retorna a capital uruguaia, com diversas propostas de Fóruns, Workshops e Conferências.

O evento acontecerá no espaço LATU – Laboratório Tecnológico do Uruguai, nos dias 8, 9 e 10 de dezembro. O ponto de encontro entre o setor público e privado, organizações sociais, curiosos e o publico no geral, terá a presença de convidados internacionais e artistas locais.

Organizado pelo Coletivo Uruguai Siembra, que desde 2014 trabalha para facilitar o acesso à informação sobre cannabis como uso medicinal, terapêutico e industrial, promove a criação de atividades inovadoras e tecnologias alternativas, com um enorme desenvolvimento social, econômico e tecnológico do país e região. O Coletivo busca consolidar uma política que garanta direitos, saúde e segurança pública, sem a promoção do consumo de cannabis psicoativo.

A atividade de consumo responsável é para pessoas com mais de 18 anos de idade.

 

Venda de cannabis em farmácias

Após um processo de quatro anos, a venda de cannabis recreacional nas farmácias uruguaias começou em julho. O processo iniciado em 2013, durante o governo de José Mujica posiciona o Uruguai mais uma vez na vanguarda do mundo, com uma lei que regula o mercado de maconha e seu consumo.

Este novo regulamento visa combater o tráfico de drogas e a insegurança que o rodeia. Ele aplica uma série de políticas educacionais para a prevenção do uso problemático da cannabis, sempre promovendo a saúde.

A compra em farmácias é autorizada apenas para os cidadãos uruguaios, devidamente registrados, cumprindo certos requisitos. Segundo autoridades do Ministério de Turismo do país, essa nova iniciativa não quer incentivar o consumo de alucinógenos e nem promover o turismo de cannabis.

Atualmente, existem 5.000 compradores registrados para compra em farmácias, 6.948 auto-produtores e 63 clubes de adesão. A produção, distribuição e venda de cannabis é totalmente regulada pelo Estado, com um total de 16 farmácias autorizadas para venda em todo o país. (fbertin@arabella.ag)

 

Mais informações: http://www.expocannabis.uy/