Cientistas descobrem passagem secreta em Chichen Itza

Depois de quase mil anos de construída, a pirâmide de Chichén Itzá, na província mexicana de Yucatã, ainda apresenta alguns segredos. Um grupo de pesquisadores descobriu uma rota que, supostamente, conduz a uma cova subterrânea no templo de Kukulkán, ou seja, ao templo da serpente emplumada dos maias.

De acordo com os pesquisadores, a cova é um lago subterrâneo que levaria ao templo e que poderia revelar a “geografia sagrada” do lugar. A teoria é que existe um sistema de esgotos subterrâneos interconectados ao redor da pirâmide em seus pontos cardinais. A descoberta foi feita pela equipe do arqueólogo Guillermo de Anda, que utilizou um radar de alta tecnologia para enviar sinais eletromagnéticos e fazer o modelo 3D das estruturas no subsolo ao redor da pirâmide

O projeto investigativo tem como propósito construir um mapa detalhado da área, assim como obter informação arqueológica, geológica e biológica da zona subterrânea de chichen itza e águas subterrâneas que corresponderiam a mais de 6 mil.

O Chichen Itza é considerado uma das sete maravilhas do mundo e reúne 16 construções repletas de precisão arquitetônica, engenharia e, claro, muito esoterismo. Entre as principais atraçoes estão a Pirâmide de Kukulcán ou El Castillo e o campo usado pelos maias para os juegos de pelota ou tlatch.