Mudança de hábitos reduz as doenças do coração

Nem sempre é simples, mas é fundamental a adoção de bons hábitos alimentares com o propósito de evitar as doenças cardiovasculares. De acordo com Dr. Sanderson Cauduro, da Clínica Cardio&Saúde, o mais importante é a pessoa se decidir a mudar e adotar um novo padrão de alimentação somado à prática de exercícios físicos diários. “Alimentação saudável, com dieta balanceada e baixa concentração de sódio e açúcares, e 150 minutos de exercícios físicos por semana – uma média de 30 minutos por dia, sem contar o fim de semana – podem evitar as doenças do coração. São medidas simples, que feitas agora podem fazer a diferença na vida futura”, avalia o cardiologista.

Vale salientar que as doenças cardiovasculares são as principais causas de óbitos no Brasil. Cerca de 300 mil pessoas sofrem infartos todos os anos, sendo que em 30% dos casos o ataque cardíaco é fatal. Além disso, as doenças cardiovasculares são responsáveis pelo dobro de mortes causadas pelos mais variados tipos de câncer.

Veja as dicas do cardiologista:

1 – Controle o seu peso: o sobrepeso e a obesidade podem desencadear doenças como diabetes, colesterol alto e hipertensão, o que faz com que os riscos de doenças cardíacas aumentem.

2 – Evite fumar: o tabagismo é um dos principais causadores de doenças, como a famosa pressão alta, infarto e AVC.

3 – Alimentação saudável: inclua em sua dieta frutas e verduras. Evite o consumo exagerado de carnes vermelhas, embutidos e açúcares.

4 – Exercícios físicos: 150 minutos por semana (30 minutos cinco vezes por semana).

5 – Controle os fatores de risco: obesidade, diabetes e hipertensão.

6 – Consulte o cardiologista e faça exames regularmente: avaliações periódicas são fundamentais, principalmente para descobrir precocemente o risco de doenças cardíacas. Exames de sangue ajudam na  identificação de anormalidades nos níveis de colesterol e glicemia. Outros exames como eletrocardiograma podem ser solicitados de acordo com as características de cada indivíduo.