Pacientes diabéticos necessitam de uma maior conscientização em relação a saúde oral

Sabemos que o diabetes é uma doença controlada, mas que exige muitos cuidados e até restrições. Muitas vezes em ações simples do dia-a-dia nem imaginamos que existam cuidados especiais para pacientes com diabetes. Por isso é tão importante informar os profissionais de saúde se seu diagnóstico for o diabetes. O cirurgião dentista da Ki Odontologia Dr. Rubens Moreno de Freitas ensina alguns cuidados específicos para o atendimento mais seguro e confortável ao paciente diabético. Segundo ele, o atendimento deve ser preferencialmente no período da manhã, fazer a avaliação do nível glicêmico do paciente em consultas onde o tratamento seja mais invasivo (cirurgias por exemplo), utilizando os aparelhos portáteis que muitas vezes o próprio paciente possui, e verificando ainda se a medicação e a alimentação foram realizadas de maneira correta.

É importante que o profissional esteja sempre atento durante o atendimento, pois o paciente pode apresentar sinais de alteração do nível glicêmico, principalmente relacionados a uma hipoglicemia, como por exemplo, fraqueza, palidez, suor, frio, desmaio, palpitações, ansiedade, visão embaçada, dor de cabeça, descoordenação motora, e até mesmo convulsão e coma. “É de extrema importância que o dentista esteja preparado para prevenir através de consultas prévias, anamnese, orientação, bem como diagnosticar rapidamente estes sintomas e saber lidar com alguma situação de emergência”, diz.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Doença Periodontal é a sexta complicação do Diabetes no mundo. Essas duas doenças interferem uma na outra de forma evidente e por isso muitos pacientes não conseguem regularizar a glicemia por não fazerem um controle da Doença Periodontal e vice-versa. Essa evidente inter-relação entre ambas as doenças demonstra a importância do tratamento do paciente como um todo, tanto pela parte odontológica, como médica. O tratamento da doença periodontal em pacientes diabéticos está diretamente relacionado ao envolvimento do paciente, ou seja, uma adequada higiene oral e a manutenção periódica da saúde bucal, o uso correto dos medicamentos para o tratamento/controle do diabetes e adesão a um estilo de vida benéfico à saúde.

Outro tópico muito importante é a conscientização por parte de toda equipe de saúde e do próprio paciente sobre a importância de se realizar o tratamento da doença periodontal e eliminação de qualquer foco de infecção na cavidade oral para a saúde do paciente. “Vale a pena citar que um paciente diabético descompensado está predisposto a possíveis consequências desta doença, e entre estas, uma alteração nas células de defesa, nos vasos sanguíneos, no processo de reparo, um aumento da atividade inflamatória e da severidade da doença periodontal, entre outros, o que pode representar uma maior predisposição a infecções como um todo”, alerta o especialista.

O diabetes mellitus é reconhecido como um fator de risco (2 a 3x maior) para o desenvolvimento da doença periodontal e pode afetar a severidade e a progressão desta doença. A alteração da resposta inflamatória sistêmica está presente em ambas doenças (diabetes mellitus e doença periodontal), portanto a relação entre elas é de “mão dupla”, ou seja, o diabetes é um fator de risco para o desenvolvimento de uma periodontite, bem como a periodontite pode influenciar no desenvolvimento de complicações em pacientes diabéticos. A manutenção da saúde oral é, portanto, fundamental para o controle de diversas doenças, como o diabetes. A visita frequente a um especialista é importante na prevenção, muitas vezes em um diagnóstico, e até mesmo como parte de um tratamento que o paciente possa necessitar se conscientizar dessa importância é um passo para uma vida equilibrada e saudável.

· Referência: Livro da SOBRAPE (Sociedade Brasileira de Periodontia) – Estratégicas terapêuticas atuais no manejo da doença periodontal e peri-implantar – Capitulo 4. Editora Napoleão 2017.

Sobre o cirurgião dentista Rubens Moreno de Freitas: Graduado em Odontologia – FOAr, UNESP/SP; Doutor em Odontologia – FOAr, UNESP/SP; Researcher fellow no LAPCR (Laboratory for Applied Periodontal & CranioFacial Regeneration), Augusta/GA – EUA; Coordenador da Especialização em Periodontia – Faculdade ILAPEO, Curitiba/PR; Coordenador na Faculdade Ilapeo para os cursos internacionais do Grupo Straumann, Curitiba; Professor do mestrado em Implantodontia da Faculdade ILAPEO, Curitiba e Cirurgião-Dentista na Clinica Odontológica Conceito Ki, em Curitiba.

Sobre a Ki

Um espaço diferenciado focado no sorriso das pessoas, assim podemos definir em poucas palavras o espaço odontológico de Curitiba. Em pleno Batel Soho, a Clínica Ki traz para a cidade um conceito personalizado em odontologia. Apesar da Ki possuir as principais especialidades odontológicas e estar apta a resolver todos os tipos de doenças bucais, a clínica possui um foco mais estético baseado na formação dos sócios Ronaldo Hirata e Cristian Higashi. “A ideia da Ki surgiu pela vontade de fazermos uma odontologia diferente no sentido de sofisticação, humanização e estética e acredito que conseguimos. Transformamos o sorriso modificando a cor, o formato e o posicionamento dos dentes, sem esquecer a harmonia com todo o rosto“, diz Cristian Higashi, sócio-fundador da clínica.

Trabalhando com a beleza e a reconstrução do sorriso das pessoas, se conceituando “designers de sorrisos”, os sócios buscaram um espaço com essas características, tudo para distanciar a parte “dolorosa” que possa ainda ser associada à odontologia. A Ki tem um espaço surpreendente e inovador para o mercado. Com projeto assinado pela arquiteta curitibana Letícia Kracik Breda e pela Designer de Interiores Luciana Bacchi, de Campinas (SP), em que o ambiente remete ao jeito despojado, sofisticado e moderno dos sócios.O conceito começa na recepção, local que além de uma sala de espera, traz um espaço infantil, com livros e brinquedos educativos, além de Ipads e acesso à internet, TV interativa e uma copa integrada em estilo American Bar, onde os pacientes tem acesso a guloseimas e bebidas variadas. “A ideia é trazer conforto e qualidade para nossos clientes e dessa maneira oferecer o melhor para diminuir qualquer possível desconforto“, diz Higashi.

Os consultórios são amplos, permitindo assim total ergonomia para a execução dos procedimentos. Grandes janelas também fazem parte do ambiente que, além de permitir um visual interessante, dão mais amplitude, permitindo assim a entrada de luz natural, muito importante para os procedimentos estéticos para a análise correta das cores dos dentes. “Acreditamos que fazer uma clínica bonita é algo bem simples. O mais importante e o que realmente faz diferença é o atendimento acolhedor e os investimentos no treinamento de nossa equipe. Afinal, a odontologia é um serviço delicado, que exige atenção e zelo constantes, por isso as pessoas que fazem parte da Ki sabem que nossos pacientes são nosso maior bem e que devemos tratá-los, como gostaríamos de ser tratados. Nossos pacientes são nossas obras de arte“, completa Cristian Higashi. Vale lembrar ainda que A Ki é uma clínica completa e cuida de todas as áreas odontológicas com exceção de tratamentos que exigem suporte hospitalar. A equipe é formada por nove profissionais nas seguintes especialidades: Odontologia Estética Restauradora (Dentística); Prótese (Reabilitação), Periodontia, Implantodontia, Endodontia, Ortodontia, Odontopediatria, Tratamento de Disfunção têmporo-mandibular.

E não para por aí, a Ki, possui ainda um ambiente exclusivo e independente à clínica odontológica dedicado ao ensino, arte e cultura: o Espaço Ki. Esse ambiente foi elaborado para incentivar e disseminar informações sobre design, arte e saúde para amigos e clientes. “Sabemos que quanto mais as pessoas conhecem dos assuntos e buscam informações, menos chances teremos de escolher profissionais errados. Queremos mostrar que o conhecimento é a base de tudo e que a beleza está na simplicidade das pequenas coisas e é a elas que devemos dar valor“, finaliza Higashi.

Os sócios – Os sócios Ronaldo Hirata e Cristian Higashi são cirurgiões-dentistas formados pela Universidade Federal do Paraná, trabalham juntos desde 2003 com enfoque na odontologia estética restauradora. Carregam também o título de professor de destaque nacional e internacional. O Dr. Ronaldo Hirata traz em seu currículo ainda dois livros de referência na odontologia: “Tips” e “Shortcuts”, ambos com o objetivo de levar conceitos odontológicos práticos aos colegas.

Serviço:

Ki Clínica Conceito Odontologia e Estética
Rua Fernando Simas, 240.
Batel Soho, Curitiba (PR)
http://www.ki.odo.br/