Sicredi União PR/SP libera crédito para milho safrinha a partir deste mês

A Sicredi União abriu, em novembro, as contratações de financiamento para o custeio da safra 2018 de milho safrinha, que começa a ser plantada no Paraná a partir de janeiro do próximo ano. A cooperativa vai disponibilizar cerca de R$ 200 milhões para custos com preparação do solo, plantio, tratos culturais e colheita.

Os produtores rurais poderão contratar as linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), além de outros com taxas de juros controladas.

No Pronaf,  o limite de crédito é de até R$ 250 mil por produtor e por safra, com juros de 5,5% ao ano. No Pronamp, o limite vai a R$ 1,5 milhão por produtor e por safra, com juros de 7,5% ao ano. Os demais produtores podem ter acesso até o limite de R$ 3 milhões por produtor e por safra, com juros de 8,5% ao ano.

Para contratar as linhas de crédito da Sicredi os associados precisam apresentar projeto técnico, orçamento dos insumos a ser adquiridos, análise química de solo com validade de dois anos na data da contratação, análise física do solo com validade de dez anos e matrícula do lote beneficiado.

O assessor de negócios de crédito rural, Gilberto Rauber, lembra que a Sicredi União possui limite pré-aprovado de custeio para aqueles que têm um histórico de financiamento junto à cooperativa. O histórico, destaca ele, agiliza a etapa da aprovação do crédito e a liberação dos recursos para compra dos insumos agrícolas.

“Os associados interessados em crédito rural, que já se definiram pelo plantio do milho safrinha, podem procurar uma de nossas agências e buscar mais informações com o gerente de Negócios Agro, e assim começar a providenciar a documentação para a contratação do seu custeio”, finaliza o assessor.

 

PÚBLICO LIMITE POR CPF SAFRA 17/18 TAXA DE JUROS AO ANO
Pronaf                                              R$ 250 mil 5,5%
Pronamp                                        R$ 1,5 milhão 7,5%
Demais produtores                                         R$ 3 milhões 8,5%