Aventura de escritores paranaenses é tema de mestrado na Universidade Estadual de Maringá

Livros são feitos para muito mais do que entreter. Uma história pode nos levar a lugares inimagináveis e ao mesmo tempo nos ensinar muito sobre o mundo. Este foi o pensamento da professora e mestranda do curso ProfLetras na Universidade Estadual de Maringá (UEM) Silvia Trolez ao conhecer As Crônicas de Miramar: O Segredo do Camafeu de Prata.

O livro, escrito pelo curitibano Flávio St Jayme e pelo maringaense Wemerson Damasio, é uma aventura de fantasia com adolescentes superpoderosos envolvendo muito mistério, romance, amizade e diversidade.

Para Silvia, “O ponto de partida para trabalhar com ‘As crônicas de Miramar: O segredo do Camafeu de Prata’, foi o fato da narrativa se aproximar do mundo fantástico da histórias da mitologia. Os textos mitológicos fazem parte da leitura dos alunos nos livros didáticos de Língua Portuguesa e por isso também nos remetem aos longa metragens que recontam tais histórias, como os filmes e livros do personagem Percy Jackson”. A aproximação do conteúdo do livro com o trabalhado em sala de aula foi fundamental no processo para se utilizar a aventura na escola.

A professora Silvia Trolez conversa com Wemerson Damasio, um dos autores da obra, em Maringá

Trabalhando a obra com os alunos do 9º ano de uma escola pública em Presidente Castelo Branco (na região de Maringá), a professora pôde aproximar deles características incomuns, como por exemplo a visão do diferente na literatura e mesmo na vida de cada um, questionando este conceito de “ser diferente” com os adolescentes e fazendo-os repensar seus próprios conceitos: quem de nós nunca se sentiu diferente por algum motivo?

Em seu trabalho no mestrado, Silvia apresenta a proposta para que os alunos reflitam sobre si mesmos e sobre o mundo a sua volta, questionando seu próprio papel, preconceitos, respeito e valores como amizade e responsabilidade. Contando com a leitura compartilhada do livro em sala e tendo a trama e a aventura dos personagens como pano de fundo, professora e alunos debatem os temas propostos e chegam a questionar se os superpoderes dos personagens não são apenas metáforas para expor a personalidade de cada um:

A leitura da obra nos revela pouco a pouco, um mundo com adolescentes que estão se descobrindo ‘diferentes’. Não sabem ainda os motivos que fazem deles assim, mas apresentam a determinação e o brilho no olhar de quem quer respostas. Assim também são nossos alunos: diferentes. Não apresentam superpoderes, por outro lado, lutam cotidianamente a favor de suas ideias e contra os preconceitos que encontram na escola e no mundo. Quando esses adolescentes conhecem essas personagens da obra, é como se fossem amigos há muito tempo e depois desse encontro, a leitura começa a fluir e todos eles entram na luta para a aceitação daqueles que são encarados como diferentes.”

Lançado no Brasil e em Portugal pela Chiado Editora, As Crônicas de Miramar: O Segredo do Camafeu de Prata recebeu mais de 20 resenhas positivas, sendo comparado a Harry Potter e à Coleção Vaga-Lume. O livro está à venda nas melhores livrarias do país e em versão ebook no site da Amazon.

Confira o booktrailer: