Cuidados com o ar condicionado no verão

A poucos dias do verão, cresce a procura por ambientes com…ar condicionado. Isso mesmo! O calor intenso e o clima abafado dos últimos dias fazem com que lojas, empresas, supermercados, bancos e muitos outros estabelecimentos acionem o aparelho na busca por uma temperatura agradável. Mas é bom ficar atento ao uso constante do aparelho. Segundo o otorrinolaringologista Diego Malucelli, do Hospital Otorrinos Curitiba, ficar exposto por muito tempo ao ar condicionado pode causar alguns problemas.

“Devido ao calor, é comum as pessoas ficarem com bastante frequência em ambientes com ar refrigerado. No entanto, isso pode provocar ressecamento das vias aéreas, causando sangramento nasal, além de favorecer o aparecimento de resfriados”, explicou o médico.

Veja também:
:: O que fazer quando tenho sangramento no nariz?

:: A importância da higiene nasal

:: Conheça as principais causas da obstrução nasal

De olho na limpeza!
bacterias-ar-condicionado-limpeza-rinite-otorrinos-curitiba
É bom ficar de olho na higienização do ar-condicionado. Com o uso constante, ele acumula ácaros, bactérias, fungos e vírus. “Se não houver a limpeza do aparelho, estaremos respirando “ar sujo” e de má qualidade. Pessoas que ficam expostas a esse ar estão mais suscetíveis a doenças respiratórias como rinite, sinusite, bronquite, pneumonia e infecções fúngicas de vias aéreas superiores”, acrescentou o especialista.

A limpeza regular dos filtros e do painel frontal do ar-condicionado deve ser feita, em média, pelo menos uma vez por mês. Já a limpeza completa do ar-condicionado deve ser realizada anualmente.

Use soro fisiológico
Para evitar o ressecamento das vias aéreas tanto pelo ar condicionado como pelo clima seco, a melhor maneira é usar soro fisiológico a 0,9%. “Ele limpa e umidifica, além de estabilizar o pH da mucosa nasal”, aconselhou Malucelli.

Sobre Diego Malucelli
Diego Malucelli é médico otorrinolaringologista, especialista pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (SBORL) e Mestre em Distúrbios da Comunicação pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). Possui MBA em Gestão de Negócios em Saúde pela Universidade Gama Filho e é especialista no tratamento de halitose. É professor da UTP, preceptor de Faringoestomatologia do serviço de especialização em Otorrinolaringologia do Hospital da Cruz Vermelha, além de Chefe do Serviço de Otorrinolaringologia no mesmo hospital.

Sobre o Hospital Otorrinos Curitiba
O Hospital Otorrinos Curitiba é a mais nova referência no atendimento da área de otorrinolaringologia da capital paranaense. Inaugurado em setembro de 2015 no bairro Mercês, o hospital possui estrutura moderna, excelente localização, tecnologia de ponta e profissionais altamente renomados para oferecer o melhor atendimento aos pacientes.

Em outubro de 2017, foi inaugurado o moderno Centro Cirúrgico, localizado na ala anexa. Com capacidade para realizar três cirurgias ao mesmo tempo, o Centro Cirúrgico conta com quartos e enfermarias, e oferece total segurança e conforto aos pacientes que necessitarem de procedimentos na área de otorrinolaringologia e demais especialidades.

O Hospital Otorrinos Curitiba possui horário de atendimento diferenciado: de segunda a sábado, das 8h às 22h, domingo, das 8h às 19h, feriados, das 8h às 20h. Para maior comodidade dos pacientes, possui estacionamento no local.

O hospital atende aos seguintes convênios: Unimed, Amil, Agemed, Bradesco Saúde (somente consultas eletivas), Evangélico Saúde, Fundação Copel, Fundação Sanepar, ICS, Saúde Caixa, Voam e particular.

Serviço:

Hospital Otorrinos Curitiba

Rua Doutor Roberto Barrozo, 1381, 1º andar – Mercês

Telefone: (41) 3335-0302

Site: www.otorrinoscuritiba.com.br

Facebook: www.facebook.com/OtorrinosCuritibaPR/