Descubra como é feita a mudança internacional para pets

Descubra como fazer para levar seu cachorro ou gato para morar com você no exterior

Mais do que animais de estimação, cachorros e gatos são considerados parte da família. E não é porque você terá que mudar de país que será necessário abrir mão da companhia deles. Hoje em dia é possível realizar  sua mudança internacional incluindo pets. O processo é um pouco trabalhoso e requer bastante planejamento e paciência. Mas, quem segue a burocracia corretamente não encontra problema algum para entrar no país que irá viver com seus filhos de quatro patas.

Confira algumas dicas fundamentais para facilitar o processo de morar no exterior com seus caninos e/ou felinos:

A burocracia para ir viver com seu pet na União Europeia é grande. Em outros países mundo afora, a situação não é muito diferente. Muda apenas um detalhe burocrático ou outro. Para estar com tudo certo, é necessário em torno de 4 a 5 meses de preparação prévia. O processo de viagem internacional com pet para Europa inclui:

  • Inserção de microchip no animal: precisa ser feito por um veterinário de confiança em conformidade com os padrões internacionais. Depois do procedimento, você terá que anotar o número de identificação e o certificado na carteira de vacinação do seu pet
  • Vacinação contra a raiva: o carimbo do veterinário que aplicou, o número do lote da vacina e data do procedimento precisam constar no cartão de vacinação do seu animalzinho
  • Sorologia antirrábica e envio de amostra de sangue do pet para o CCZ de SP: o Centro de Zoonoses da capital paulista é o único no Brasil que é aceito atualmente pela União Europeia. O ideal é realizar esses procedimentos veterinários 4 meses antes da sua mudança internacional com o animal
  • Emissão do CZI: é um certificado internacional emitido pelo Ministério da Agricultura que tem validade de apenas 10 dias e a cada viagem internacional com pet é necessário um novo documento. O agendamento é feito no Vigiagro que é encontrado em todos os aeroportos do Brasil
  • Atestado de saúde do seu pet: a dica é pedir ao veterinário no dia anterior que você agendou a ida a Vigiagro
  • Aviso ao aeroporto de destino sobre a data de entrada do animal no país: no caso da União Europeia, é preciso mandar um e-mail com 48 horas de antecedência para não ter problemas na hora do desembarque

Informe-se sobre a burocracia específica do país que você irá mudar

Cada país tem suas regras próprias para mudança internacional com pets. Por esse motivo, o primeiro passo é se informar sobre a burocracia específica. A maioria dos países europeus, por exemplo, tem as mesmas exigências. Mas, pode haver diferença de Estado para Estado.

Descubra a melhor forma de transporte internacional para seu pet

Cada companhia aérea tem seu próprio regulamento quanto ao transporte de animais de estimação. Dessa forma é fundamental que você pesquise bastante antes de comprar suas passagens.

Algumas empresas aéreas se recusam a transportar algumas raças. Dependendo do peso do animal, ele pode viajar com você (se estiver dentro de uma caixa de transporte adequada). Normalmente cachorros de grande porte costumam ir no porão da aeronave.

A dica é se informar previamente porque na hora da compra das passagens aéreas alguns dados serão solicitados pela companhia aérea como:

  • Raça do animal
  • Peso atual
  • Tamanho
  • Idade
  • Detalhes sobre seu pet: se sofre de alguma doença, se é braquicefálico (algumas empresas aéreas não transportam cães que possuem focinho achatado por causa dos problemas de falta de ar deles, etc.)
  • Entre outras informações que podem ser solicitadas
Empresas especializadas em mudança internacional para pets podem ser a melhor opção

O que fazer quando seu animal de estimação não pode embarcar com você no avião? Ou quando você não tem tempo disponível para tanta burocracia? Em casos como esses, a melhor solução é contratar empresas especializadas em mudança internacional para pets.

Credibilidade da organização e o conforto do seus filhos de quatro patas precisam ser prioridade na hora da escolha. Esse tipo de empresa inclusive facilita bastante a questão burocrática, entre outros cuidados que seu pet precisa para chegar são e salvo ao seu novo lar no exterior.